MP vai investigar caso de estudante agredido por colegas dentro de escola pública no Tocantins

Promotoria marcou reunião com representantes da escola em que aconteceu a situação de bullying contra aluno em Itacajá, no norte do estado. Polícia Civil também acompanha o caso.

Compartilhe:

O Ministério Público do Tocantins informou que está investigando o caso do estudante agredido por colegas dentro de uma escola estadual em Itacajá, na região norte do estado. O MP abriu um procedimento para apurar as condutas dos jovens agressores e da escola.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou em comunicado que, ao tomar conhecimento das agressões, agiu imediatamente, levando os envolvidos à delegacia e garantindo cuidados médicos ao aluno ferido. A Seduc também reforçou seu repúdio à violência e prometeu acompanhar de perto o desdobramento do caso.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostram os agressores atacando o estudante com socos e chutes. A Polícia Civil, que também está investigando o caso, ouviu os agressores após serem acionados pela escola. Os jovens confessaram que agrediram o colega em um contexto de bullying.

A promotora de Justiça Jeniffer Medrado Ribeiro Siqueira, disse que agendou uma reunião com o gestor da escola e o superintendente regional de educação de Pedro Afonso, responsável por Itacajá, para discutir o assunto. O encontro está marcado para o dia 15 de maio, às 14h30.

Imagens das agressões, mostram a vítima sentada em uma cadeira enquanto três adolescentes a cercam. Após uma discussão, um dos jovens empurra o estudante, desencadeando as agressões. Mais tarde, uma mulher chega para intervir na briga.

Os agressores foram ouvidos na 51ª Delegacia de Polícia de Itacajá e serão responsabilizados por ato infracional análogo ao crime de lesão corporal leve. A vítima foi submetida a exame de corpo de delito, que confirmou as lesões. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.