Vídeo mostra batida de Porsche em Sandero em SP; motorista de app morreu

Câmeras de segurança gravaram Fernando Filho batendo Porsche na traseira do carro do motorista de app Ornaldo Viana, que morreu. Condutor do carro de luxo se apresentou a polícia 24h depois do ocorrido e foi indiciado.

Compartilhe:

Vídeo de uma câmera de segurança registrarou o momento em que o Porsche Carrera, conduzido por Fernando Sastre de Andrade Filho, colidiu na traseira do Renault Sandero dirigido pelo motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, que morreu no acidente. O condutor do veículo de luxo fugiu do local e só se apresentou à polícia 24 horas depois do ocorrido.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O Acidente aconteceu na madrugada deste domingo (31) na avenida Salim Farah Maluf, na Zona Leste de São Paulo. Testemunhas relataram à Polícia Civil que o veículo de luxo estava em alta velocidade, excedendo o limite permitido de 50 km/h para a via.

Assista o vídeo:

A Polícia Técnico-Científica analisará as imagens para determinar a velocidade do Porsche no momento da colisão.

Ornaldo foi socorrido por uma ambulância do Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital Municipal do Tatuapé, onde veio a falecer. Ele tinha 52 anos e estava sozinho no veículo.

Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, que dirigia o Porsche, se apresentou à polícia nesta segunda-feira (1º) e foi indiciado por homicídio doloso, lesão corporal e fuga do local do acidente, conforme a Secretaria da Segurança Pública. O pedido de prisão temporária foi solicitado, mas não foi concedido pela Justiça.

Vídeo mostra batida de Porsche em Sandero em SP; motorista de app morreu
Fernando Sastre foi indiciado por homicídio doloso, lesão corporal e fuga do local do acidente

Ao sair da delegacia por volta das 20h40, Fernando estava acompanhado de sua mãe, que também prestou depoimento.

A defesa de Fernando negou que ele tenha fugido do local do acidente, alegando que ele foi liberado por policiais para buscar atendimento hospitalar. Entretanto, os advogados afirmaram que ele foi alvo de “linchamento virtual”, o que exigiu precaução.

Ainda segundo a defesa, eles estão entrando em contato com a família de Ornaldo para prestar solidariedade e assistência necessária.

Fuga do local do acidente

Conforme o boletim de ocorrência, a mãe de Fernando, Daniela Cristina de Medeiros Andrade, apareceu no local e afirmou aos policiais que levaria o filho ao Hospital São Luiz do Ibirapuera, na Zona Sul, devido a um “leve ferimento” na boca.

Os policiais liberaram Fernando para ir com a mãe até o hospital. No entanto, quando os policiais tentaram localizá-los no hospital para colher o depoimento e realizar o teste de bafômetro, eles foram informados pela equipe da recepção que o rapaz não havia dado entrada na unidade.

Vídeo mostra batida de Porsche em Sandero em SP; motorista de app morreu
Fernando conduzia o carro de luxo que atingiu a traseira do Sandero e matou o motorista Orlando

Os policiais não conseguiram contatar Fernando ou sua mãe por telefone, nem o advogado indicado por ela, levando à conclusão de que ele havia fugido do local do acidente.

Filho do motorista de app cobra justiça

O filho de Ornaldo, Luam Silva, expressou sua indignação nas redes sociais, destacando um sentimento de injustiça e clamando por justiça. Ornaldo foi velado e sepultado na tarde desta segunda-feira no Cemitério Bonsucesso, em Guarulhos, Grande São Paulo.