Suspeitos de tiroteio que matou 2 jovens e feriu adolescente são presos em operação

Crime aconteceu em janeiro deste ano, em Araguaína, norte do Tocantins. Segundo a Polícia Civil, os crimes foram motivados por guerra de facções.

Compartilhe:

Dois homens suspeitos de envolvimento no tiroteio que resultou na morte de dois jovens e feriu um adolescente foram presos em Araguaína, no norte do estado. O crime ocorreu em janeiro deste ano e, segundo a investigação da Polícia Civil, foi motivado por uma guerra entre facções.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Os suspeitos, de 18 e 21 anos, foram detidos em cumprimento a mandados de prisão preventiva nos bairros Araguaína Sul e São João, conforme informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Além disso, um adolescente de 16 anos, também apontado como participante dos homicídios, recebeu um mandado de internação e foi apreendido pela 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Araguaína.

Um outro suspeito foi preso temporariamente em março, com a prisão convertida em preventiva em abril, mês em que um segundo suspeito também foi detido.

O Crime

De acordo com a Polícia Militar, dois indivíduos encapuzados dispararam tiros de dentro de um carro em frente ao local onde as vítimas estavam. Wesley Santos Carvalho foi baleado no peito e tentou fugir, mas caiu e morreu na avenida Blumenau, sendo encontrado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)

Kaique Cavalcante Lima Coelho foi atingido na cabeça e, após ser levado ao Hospital Regional de Araguaína, faleceu cinco dias depois. Um adolescente de 14 anos foi baleado 15 vezes, sofrendo ferimentos no pescoço, tórax, rosto, pernas e braços, mas conseguiu sobreviver.

Jovens mortos em tiroteio em Araguaína, no norte do Tocantins.
Wesley e Kaique foram mortos no tiroteio – Foto: Divulgação

Segundo a Polícia Civil, a motivação do crime está relacionada ao suposto envolvimento das vítimas com uma facção criminosa rival à dos suspeitos.

Os dois homens presos foram encaminhados à Unidade Penal Regional, onde permanecerão à disposição da Justiça. O adolescente apreendido foi entregue ao Sistema Penal do Estado.

Ainda de acordo com a polícia, as prisões dos suspeitos e a apreensão do adolescente esclareceram as circunstâncias do crime, que foi executado com extrema violência. O caso será encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para as devidas providências.