Servidora vítima do acidente de ônibus do IFPA morre após dias internada em Belém

Veículo estava a caminho dos Jogos dos Institutos Federais quando tombou para fora da via e colidiu com paredão de concreto próximo à usina hidrelétrica de Tucuruí. Outras 4 pessoas morreram.

Compartilhe:

Faleceu na tarde deste domingo (9) a quinta vítima do acidente envolvendo um ônibus do Instituto Federal do Pará (IFPA), que colidiu contra um paredão de concreto no dia 26 de maio, próximo à barragem da usina hidrelétrica de Tucuruí, no sudeste do estado.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Walkelly Oliveira, de 40 anos, servidora do IFPA, estava internada no Hospital Metropolitano desde o dia 28 de maio, quando foi transferida. De acordo com a família, Walkelly sofreu traumatismo craniano e teve fratura exposta em uma das pernas.

Antes de seu falecimento, a vítima passou por uma traqueostomia na última quinta-feira (6) e iniciou o processo de desmame do coma induzido, mas não resistiu ao tratamento.

Além de seu trabalho no IFPA, Walkelly era advogada e presidia a comissão de defesa dos animais na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Castanhal. A OAB de Castanhal publicou uma nota de pesar nas redes sociais. Um trecho da nota diz:

“Dra. Walkelly foi uma voz incansável em defesa dos direitos dos animais, e sua paixão e determinação inspiraram muitos. Seu legado perdurará como um exemplo”.

Veja quem são os 4 mortos em acidente com ônibus do IFPA que deixou mais de 20 feridos
Foto: Divulgação

Luto Oficial

A reitora do IFPA, Ana Paula Palheta, lamentou a morte da servidora e decretou luto oficial de dois dias, a partir de segunda-feira, 10 de junho, com suspensão das atividades acadêmicas em todas as unidades do Instituto.

“O IFPA continua prestando toda assistência necessária e reafirma nossa solidariedade e os mais sinceros votos de condolências aos familiares e amigos”, declarou em nota.

No total, 40 pessoas estavam a bordo do ônibus, incluindo estudantes e servidores. Quatro pessoas morreram no local, inclusive o motorista do veículo. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado do Pará, outras 25 pessoas ficaram feridas, mas apenas um servidor permanece internado.

Quem eram as outras vítimas?

  • Amanda Cristiani da Silva Costa (45 anos): Formada em tecnologia em processamento de dados, era docente de informática do 1° e 2° grau no campus avançado de Vigia.
  • Suany Couto Teixeira Nunes (36 anos): Formada em engenharia florestal, atuava como docente de agropecuária, meio ambiente e agronomia no campus de Castanhal.
  • Paulo Vinícius da Silva Borges (16 anos): Aluno do curso técnico de informática no campus avançado de Vigia.
  • Edinaldo de Jesus Ferreira Meireles (56 anos): Mecânico no campus de Castanhal e motorista do veículo no momento do acidente.
Acidente envolvendo ônibus com estudantes e servidores do IFPA deixa 4 mortos no Pará
Foto: Reprodução

O que dizem os sobreviventes?

Dois estudantes que sobreviveram ao acidente relataram à Polícia Civil que o veículo apresentava problemas nos freios.

Uma perícia foi realizada no dia 29 de maio pela Polícia Científica do Pará (PCEPA) no veículo. O laudo pericial, previsto para ser divulgado em 10 dias, será entregue à Polícia Civil, responsável pelas investigações do caso.

Em nota, o IFPA afirmou que “o ônibus passou por um processo de revisão e prevenção no período de 9 a 12 de abril, durante o qual foram realizados serviços no sistema de freios, filtro de óleo, filtro de combustível, revisão dos pneus e serviços no sistema de ar-condicionado”.