Homem preso no RS é suspeito de articular vários assassinatos no Tocantins, diz polícia

Suspeito de 30 anos foi capturado em Passo Fundo. A Polícia Civil acredita que ele planejava fugir do país.

Compartilhe

O suspeito de ser um dos principais organizadores de assassinatos em Palmas foi preso em Passo Fundo, no interior do Rio Grande do Sul. Ele foi transferido para Palmas nesta terça-feira (11) e encaminhado à Delegacia de Homicídios. Conforme apurado pela reportagem, o suspeito preso trata-se de Carlos Augusto Silva Fraga, de 30 anos.

As investigações da Polícia Civil apontam que Carlos Augusto, vulgo ‘Charada’, desempenhava um papel central em vários dos assassinatos ocorridos nos últimos meses em Palmas. No primeiro semestre deste ano, a cidade registrou mais de 90 mortes, quase 60 a mais do que no mesmo período do ano passado.

O delegado Guilherme Torres, responsável pelo caso, afirmou: “Podemos dizer que ele está sendo investigado por envolvimento com crime organizado e diversos homicídios ocorridos na cidade. Por isso, foi preso no Rio Grande do Sul e trazido de volta para Palmas.”

Foto: Divulgação

Ainda de acordo com as investigações, o suspeito fazia parte de uma facção criminosa e posteriormente migrou para outra organização. A polícia acredita que ele estava no Rio Grande do Sul se preparando para fugir do país.

Onda de homicídios

Palmas tem enfrentado um aumento significativo de assassinatos, principalmente na região sul da cidade. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, foram registrados 90 homicídios na capital de janeiro a julho deste ano, a maioria ocorrendo nos fins de semana. Esse número é três vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano anterior.

Acredita-se que essa onda de assassinatos esteja relacionada a confrontos entre facções criminosas atuantes na capital, conforme a Polícia Civil. No entanto, os dados da SSP também revelam que muitas das vítimas não possuíam antecedentes criminais.

Na última sexta-feira (7), a Polícia Civil prendeu três pessoas em flagrante por tráfico de drogas, sendo suspeitas também de envolvimento nos homicídios.