‘Neguim das Armas’: Segundo suspeito de matar casal e queimar corpos é preso em Palmas

Corpos de Wenesph Freitas da Silva e Giovanna Alessandra Ribeiro da Silva foram encontrados em área de mata, parcialmente carbonizados.

Compartilhe:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Nesta sexta-feira (7), a Polícia Civil efetuou a prisão do segundo suspeito de participar do assassinato de um casal em Palmas. Wenesph Freitas da Silva, de 30 anos, e Giovanna Alessandra Ribeiro da Silva, de 23 anos, foram mortos em janeiro do ano passado.

O preso, de 27 anos, conhecido como “Neguim das Armas”, era procurado pela 1ª Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (1ª DHPP – Palmas). Ele foi identificado após ser detido pela Polícia Militar por tráfico de drogas na quinta-feira (6).

Wenesph Freitas e Giovanna Alessandra – Foto: Divulgação

Ainda segundo a polícia, inicialmente, o suspeito apresentou um documento falso, mas sua verdadeira identidade foi descoberta, e o mandado de prisão pelos assassinatos foi cumprido pela DHPP dentro da Unidade Prisional da Capital. O nome do suspeito não foi divulgado.

De acordo com o Guilherme Torres explicou: “ao verificar as fotos dos presos nesta manhã, constatamos que um deles era um dos nossos investigados, mas que apresentou um documento falso durante a abordagem da PM. Diante disso, acionamos a papiloscopia, que compareceu à unidade prisional junto conosco e confirmou a identidade dele. Em seguida, foi dada voz de prisão.”

Outra prisão

O primeiro suspeito, conhecido como GG, foi preso no dia 1º de julho pela 1ª DHPP.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o casal pertencia à mesma facção criminosa e estava em dívida com o grupo. Os suspeitos GG e Neguim das Armas teriam sido responsáveis pela execução das vítimas.

O casal foi morto a tiros, e os corpos foram encontrados dois dias depois do crime, em estado de decomposição e parcialmente carbonizados, em uma área de mata próxima à TO-030, no distrito de Taquaruçu.

As vítimas tinham histórico criminal por roubo, furto qualificado e tráfico de drogas.

A Polícia Civil afirmou que o suspeito preso nesta sexta-feira também está sendo investigado por mais dois homicídios ocorridos em 2021. Além disso, GG é suspeito de ter cometido outros três homicídios nos anos de 2020 e 2021.