Empresária é morta a tiros dentro de loja e ex-marido é suspeito do crime

Segundo delegado, o casal estava em processo de divórcio, o que teria motivado o crime. Ex-marido fugiu após o crime.

Compartilhe:

A empresária Regiane Pires da Silva, de 39 anos, foi assassinada a tiros na tarde desta quinta-feira (28) dentro de uma loja em Anápolis, em Goiás. Segundo informações da Polícia Civil, o principal suspeito do crime é o ex-marido da vítima, que fugiu do local logo após o crime.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O suspeito não teve o nome divulgado. O feminicídio ocorreu em uma loja de peças automotivas localizada na Avenida São Francisco, no Bairro Jundiaí.

O delegado Wllisses Valentim esclarece que a vítima e o suspeito estavam em meio a um processo de divórcio, o qual, segundo ele, pode ter sido o motivo por trás do crime. Regiane foi alvejada fatalmente enquanto estava no escritório de uma das duas lojas dela e do ex-marido.

“Eles eram um casal de empresários que possuíam duas lojas de autopeças, e cada um ocupava um escritório separado. O suspeito passou pelo escritório onde a empresária estava e disparou quatro tiros, três tiros atingiram fatalmente Regiane, que veio a óbito no local”, detalha Valentim.

Uma amiga próxima de Regiane revelou que a empresária vinha sendo ameaçada pelo ex-marido. Valentim ainda destaca que a Polícia Civil (PC) está mobilizando uma força-tarefa para localizar o suspeito, que deverá responder pelo crime de feminicídio.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp