Vídeo: Égua que estava há 10 dias em 3º andar de prédio é resgatada pelos bombeiros no RS

Operação de resgate aconteceu nesta terça-feira (14) em São Leopoldo, durou 7h e envolveu cerca de 15 pessoas. Animal foi içado.

Compartilhe:

O Corpo de Bombeiros de São Leopoldo, localizado no Vale do Sinos, Rio Grande do Sul, foi chamado para uma missão peculiar: resgatar um equino que estava preso no terceiro andar de um edifício residencial no bairro Campina. O salvamento ocorreu por volta das 19h30 da última terça-feira (14), e segundo relatos dos bombeiros, tratava-se de uma égua.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A operação de resgate, iniciada por volta do meio-dia, mobilizou cerca de 15 bombeiros. O animal foi içado e retirado pela janela do apartamento. Ainda não há informações sobre para onde a égua será levada.

Assista o vídeo:

De acordo com os bombeiros, o condomínio estava desocupado devido às enchentes que atingiram o estado do Rio Grande do Sul. Apenas em São Leopoldo, estima-se que 100 mil pessoas tenham sido desalojadas, com um total de 617 mil em todo o estado.

Entretanto, os bombeiros não têm conhecimento de como o animal chegou ao apartamento. Segundo o síndico, a égua estava no local há aproximadamente dez dias. Inicialmente, acredita-se que se tratava de um cavalo, mas veterinários confirmaram durante o resgate que era uma fêmea.

Essa situação lembrou o caso do cavalo Caramelo, que comoveu o Brasil recentemente. O animal ficou isolado por quatro dias no telhado de uma casa na cidade de Canoas, também em decorrência das fortes chuvas, e foi resgatado na última quinta-feira (9). Caramelo estava desidratado e precisa recuperar o peso perdido durante o período em que ficou isolado.

Os bombeiros, acompanhados por veterinários, alimentaram o equino e providenciaram água para ele.

“Provavelmente, como forma de buscar segurança, o animal deve ter subido pelas escadas do prédio à medida que a água avançava, acabando por ficar preso no apartamento”, explicou o Capitão Gularte, do Corpo de Bombeiros.