Vídeo: Mulher é presa suspeita de tentar afogar a própria filha de 6 meses em piscina de clube em Goiás

Imagens mostram quando a mãe afunda na água com a bebê e, segundo a polícia, bate a cabeça dela na borda da piscina. Criança foi socorrida sem ar e levada para o hospital.

Compartilhe:

Uma mãe foi presa suspeita de tentar de afogar a própria filha de apenas seis meses em uma piscina de um clube em Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal. A situação foi registrada por câmeras de segurança.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

As imagens mostram a mãe submergindo com a bebê na água e, de acordo com relatos policiais, batendo sua cabeça na borda da piscina.

Assista o vídeo:

A bebê foi retirada sem ar da água por funcionários do clube e, conforme informações da Polícia Militar, encaminhada pelo Conselho Tutelar para o Hospital Municipal. Ainda não há informação sobre o estado de saúde dela, mas segundo o Conselho Tutelar, a criança está fora de perigo.

O caso ocorreu no final da tarde desta terça-feira (14), e a mãe, cujo nome não foi divulgado, foi detida em flagrante. O caso agora é investigado da Polícia Civil de Cidade Ocidental.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), um comerciante acionou a polícia ao testemunhar a mulher sufocando a bebê de maneira “perturbadora” com uma mamadeira, no bairro Parque Estrela Dalva 3. Após a situação, a mãe saiu do local e dirigiu-se a um bar nas proximidades, que também funciona como clube.

Ao chegar ao clube, os policiais encontraram a bebê com os funcionários do estabelecimento. Eles relataram à polícia que a mulher chegou e, sem permissão, mergulhou na piscina com a bebê nos braços e ainda vestida com roupas. Desconfiados da situação, eles passaram a observá-la.

Mulher é presa suspeita de tentar afogar a própria filha de 6 meses em piscina de clube em Goiás
Foto: Reprodução

Segundo o relato dos funcionários, a mulher mergulhou repetidamente com a bebê, chegando a bater sua cabeça na borda da piscina e tentando afogá-la. Alarmados, eles tomaram a criança das mãos da mãe. Conforme os funcionários, quando retirada da água, a bebê estava visivelmente com falta de ar.

Após o resgate da bebê, a mãe foi conduzida à delegacia. Conforme informações do B.O., a mulher, que está em regime semiaberto por roubo, aparentava estar sob influência de álcool e drogas.