Cadela da PM que já farejou mais de 1,5 tonelada de droga é ganha ‘velório’ após morte; Vídeo

A cadela Kyra tinha 9 anos de idade e morreu após psar por uma cirurgia de emergência após apresentar problemas gástricos e renais.

Compartilhe:

Policiais militares do 2º Batalhão prestaram uma homenagem à cadela Kyra durante um velório em Araguaína, no norte do Tocantins. Segundo a corporação, a cachorra da raça pastor alemão desempenhava um importante papel na detecção de narcóticos, sendo responsável por encontrar mais de 1,5 tonelada de drogas ao longo de sua carreira. Aos 9 anos de idade, Kyra morreu após passar por um procedimento cirúrgico.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A homenagem foi compartilhada nas redes sociais da Polícia Militar, onde imagens mostram Kyra durante seu treinamento e atuando em diversas operações. Um vídeo também apresenta a leitura de uma carta pelo médico veterinário Gustavo Rocha, como uma despedida de Kyra aos policiais. O texto comovente diz: “Sei que cumpri minha missão na terra, hoje descanso com a certeza de missão cumprida e com medalha de honra. Aos meus guerreiros, uma lambida no rosto de cada um”.

Assista o vídeo:

Kyra faleceu na última quinta-feira (22) devido a uma falência renal. Ela estava sob cuidados veterinários desde o dia 16, após ser diagnosticada com torção gástrica e problemas renais. Apesar de uma cirurgia bem-sucedida e um pós-operatório promissor, a cadela não resistiu.

Cadela da PM que já farejou mais de 1,5 tonelada de droga é ganha ‘velório’ após morte
Foto: Divulgação

A pequena Kyra chegou ao canil da Força Tática no 2º Batalhão aos dois anos de idade, em junho de 2017, após ser transferida de Brasília. Recebeu treinamento especializado para detectar narcóticos e participou de patrulhamentos, missões e operações de apoio a outros órgãos.

Nas redes sociais, os policiais expressaram sua gratidão pelos serviços prestados por Kyra: “À nossa cão-policial, registramos o nosso reconhecimento por todo o serviço prestado em prol da sociedade tocantinense”.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp