Brasileiro foragido nos EUA é capturado após duas semanas de busca; Vídeo

Danilo Cavalcante cumpria pena de prisão perpétua condado de Chester por matar sua ex-namorada na frente dos filhos dela. Ele também é réu por homicídio no Tocantins.

Compartilhe:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O brasileiro Danilo Cavalcante, que estava foragido há 14 dias, foi capturado pela polícia do Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Danilo havia sido condenado à prisão perpétua por assassinar sua ex-namorada, Débora Evangelista Brandão, na frente dos filhos dela, com 38 facadas em abril de 2021.

A captura de Cavalcante foi o resultado de uma operação que envolveu cerca de 500 policiais, com a colaboração do FBI e levou ao fechamento de escolas e parques na região. Mesmo com esse amplo aparato, Cavalcante conseguiu percorrer aproximadamente 38 quilômetros, roubar uma van e um rifle e trocar tiros com um residente local.

Vídeo:

Leia também:

O fugitivo havia escapado da prisão no condado de Chester em 31 de agosto. Antes de sua prisão, ele foi visto em uma câmera de segurança de outra residência. Nesse momento, ele estava vestindo um moletom verde com capuz e calçava sapatos brancos, tendo também raspado a barba para tentar evitar ser identificado pela polícia.

Foto: Reprodução

Segundo os investigadores, a Justiça decidirá se a fuga resultará em uma pena adicional para o acusado. Durante toda a operação, as autoridades aconselharam os residentes da área a permanecerem em suas casas, manterem portas e janelas trancadas e não deixarem as chaves dos veículos na ignição, práticas comuns na região. Moradores locais também se envolveram nas buscas por Danilo.

A operação final de captura de Cavalcante transcorreu da seguinte maneira:

  • Nenhum ferimento foi relatado, e não houve tiros disparados, embora as autoridades estivessem preocupadas com a possibilidade de vítimas, dada a presença de armas com o brasileiro.
  • A prisão de Cavalcante ocorreu pouco depois das 08h no horário local (09h no horário de Brasília).
  • Inicialmente, durante a madrugada, um alarme de uma propriedade soou, mas os policiais não encontraram nada. No entanto, isso levou a operação a concentrar-se na área.
  • Câmeras térmicas de uma aeronave de busca identificaram um ponto suspeito onde Cavalcante poderia estar, mas uma tempestade forçou a interrupção da operação, pois raios caíram na região e as aeronaves tiveram que aterrar.
  • Na manhã seguinte, a operação foi retomada, e equipes terrestres rapidamente cercaram a área identificada pelas câmeras térmicas.
  • Cães de patrulha e policiais confirmaram a presença de Cavalcante sob uma pilha de madeira.
  • De acordo com a polícia, Cavalcante só percebeu a presença policial quando já estava cercado.
  • A prisão ocorreu em uma área de floresta próxima ao South Coventry, que era uma área suspeita de abrigar o fugitivo.
  • Durante sua fuga, Cavalcante tendia a se deslocar principalmente durante a noite. O tenente-coronel George Bivens, que coordenou a operação, observou que ele só se movimentava durante o dia quando estava sob pressão das patrulhas.

A polícia da Pensilvânia ofereceu uma recompensa de até US$ 25.000 (cerca de R$ 123.000) por informações que levassem à captura do fugitivo. Além disso, o nome de Danilo também já constava na lista vermelha da Interpol, um banco de dados que registra pedidos de localização ou prisão temporária de indivíduos sujeitos à extradição do país solicitante.

Réu por homicídio no Tocantins

O brasileiro Danilo Sousa Cavalcante, que fugiu da prisão nos Estados Unidos enquanto cumpria pena perpétua por assassinar a namorada na frente dos filhos, também enfrenta acusações de homicídio no Tocantins. Ele é réu em um processo criminal por homicídio duplamente qualificado, incluindo motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

O crime ocorreu em Figueirópolis, sul do estado, em 2017, quando Danilo é acusado de matar Valter Júnior Moreira dos Reis a tiros em uma praça no centro da cidade. Após o assassinato, Danilo teria roubado o celular da vítima e fugido do local em um carro.

Foto: Divulgação

O processo estava suspenso devido à fuga de Danilo, mas agora as autoridades brasileiras estão cooperando com as americanas para lidar com o caso.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.