Advogada morre com múltiplas lesões de violência após ficar mais de um mês internada

Lourdes Otaviani tinha 71 anos. O caso é investigado pela 6ª Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher e Vulneráveis de Paraíso do Tocantins.

Compartilhe:

A advogada Lourdes Otaviani, de 71 anos, faleceu após quase 40 dias de internação devido a múltiplas lesões graves em seu corpo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), um inquérito policial foi iniciado para investigar a origem da violência que a vítima sofreu.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

No dia 12 de janeiro, a Polícia Militar foi chamada para atender a uma ocorrência de violência doméstica e encontrou a idosa gravemente ferida em um hospital, onde mal conseguia se comunicar devido à gravidade dos ferimentos. Segundo a acompanhante de Lourdes, a idosa havia chegado à sua casa naquela manhã com lesões pelo corpo, seguida pelo seu filho, que estava visivelmente alterado.

Advogada morre com múltiplas lesões de violência após ficar mais de um mês internada
Foto: Divulgação

Diante da situação emocional do filho, a mulher solicitou auxílio aos bombeiros para levar Lourdes ao hospital. A polícia orientou que um boletim de ocorrência fosse registrado para investigar a violência na Delegacia de Polícia Civil.

O caso está sendo investigado pela 6ª Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher e Vulneráveis de Paraíso do Tocantins. A Ordem dos Advogados do Brasil do Tocantins (OAB) lamentou a morte da advogada e expressou solidariedade à sua família e amigos, destacando o legado de integridade deixado por Lourdes.

A OAB informou que acompanhou a internação da advogada e continuará acompanhando o caso até que as circunstâncias de sua morte sejam esclarecidas. A SSP informou que um inquérito policial foi instaurado e concluído, sendo encaminhado ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. O caso está sob sigilo devido à sua natureza criminal.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp