Vídeo mostra quando casal encontra câmera escondida em quarto de motel; Assista

Na gravação, o casal confronta funcionária: 'nós vimos. Durante perícia, polícia encontrou uma segunda câmera em uma outra suíte. Motel diz que não sabia dos equipamentos e afirma que vai colaborar com a investigação.

Compartilhe:

Um vídeo mostra o momento em que o casal, que teve uma surpresa desagradável ao descobrir uma câmera escondida em uma tomada no quarto de um motel, encontraram o dispositivo e questionam uma funcionária do estabelecimento.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O caso aconteceu em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Durante a conversa, a jovem do casal alertou a funcionária sobre a presença da câmera, declarando: “Nós vimos as câmeras, nós não precisamos mentir.”

Assista o vídeo:

A administração do Motel Canadá expressou surpresa e consternação com a descoberta, reforçando seu compromisso com a privacidade e segurança dos hóspedes. Afirmaram também colaborar integralmente com as autoridades que investigam o caso.

A situação ocorreu na quinta-feira (9). O casal encontrou a câmera após sair do banho e filmou o momento em que desmontaram o interruptor para confirmar a presença do dispositivo escondido. No vídeo, o rapaz mostra a câmera dentro de um dos buracos da tomada.

Após descobrirem a câmera, o casal informou a recepção do motel. A funcionária foi até o quarto e também visualizou o dispositivo escondido na tomada. Ela sugeriu que outro cliente poderia tê-lo instalado sem o conhecimento da administração do motel.

No entanto, o casal argumentou que é responsabilidade do motel garantir a segurança dos quartos e evitar tais situações. A solução oferecida pela funcionária foi permitir que o casal deixasse o motel sem pagar pelo serviço. No entanto, preocupados com a situação, decidiram denunciar o caso à polícia.

Após a denúncia, a Polícia Civil iniciou uma investigação. Segundo a delegada Karla Fernandes, após perícia, foi encontrada uma segunda câmera dentro de outra suíte do estabelecimento. Os dispositivos foram encaminhados para análise no laboratório de informática forense para determinar o tipo de monitoramento realizado, seja via Wi-Fi ou login.

Até o momento, não foi possível identificar quem instalou as câmeras. Alguns funcionários do motel foram ouvidos e afirmaram desconhecer a existência dos dispositivos. Foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de filmagens indevidas de intimidades sexuais, mas não foi especificado quem foi alvo desse TCO.