Veja quem era técnica de enfermagem que morreu após colisão entre balsas no rio Tocantins

Acidente aconteceu em Porto Nacional. Marcela de Jesus chegou a amputar as duas pernas e morreu em um hospital particular em Palmas.

Compartilhe:

A técnica de enfermagem Marcela de Jesus Santos da Silva que morreu no trágico acidente envolvendo duas balsas no rio Tocantins, em Porto Nacional, era natural de Goiânia e residia em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Ela teve as duas pernas amputadas e chegou ser transferida para um hospital particular em Palmas, mas não resistiu aos ferimentos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O acidente ocorreu em 15 de fevereiro, enquanto as balsas realizavam a travessia com diversos veículos e passageiros a bordo. Cinco pessoas tiveram ferimentos graves no choque entre as embarcações e foram encaminhadas para hospitais públicos. Até a última quarta-feira (21), duas permaneciam hospitalizadas.

Marcela, cujo estado de saúde era o mais grave, foi inicialmente levada para o Hospital Geral de Palmas (HGP), mas posteriormente transferida para uma unidade hospitalar privada na mesma cidade.

Colegas de trabalho prestaram uma comovente homenagem à profissional, exibindo cartazes com mensagens de despedida como “Descanse em paz”.

Funcionários de hospital em Goiânia prestam homenagem a técnica de enfermagem morta em acidente entre balsas em Porto Nacional
Foto: Divulgação

A técnica de enfermagem exercia suas funções no Hospital de Urgências de Goiás (Hugo), em Goiânia. O hospital expressou nas redes sociais profundo pesar pelo falecimento de sua colaboradora, manifestando votos de conforto aos amigos e familiares neste momento difícil.

“Neste momento de dor, que Deus, em Sua infinita bondade e misericórdia, a receba em Sua santa glória, e conforte amigos e familiares”, expressou a instituição hospitalar.

Marcela de Jesus morreu no acidente entre balsas no rio Tocantins em Porto Nacional
Foto: Divulgação

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp