Suspeito de matar homem com passagens policiais por estupro é preso em Araguaína

Crime aconteceu em abril de 2023. Suspeito teria afirmado que vítima ameaçou e perseguiu família dele. Polícia Civil tenta identificar segundo envolvido no crime.

Compartilhe:

Um homem de 50 anos foi preso pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (31), em Araguaína, no norte do Tocantins. Ele é o principal suspeito de matar a tiros, Rafael Souza da Cunha, de 32 anos. A vítima morreu após ser alvejada por três tiros na entrada de sua residência. As investigações apontam que o crime estaria relacionado a ameaças dirigidas à família do suposto autor do crime.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O homicídio ocorreu no setor Noroeste em 28 de abril de 2023. Na época, mesmo ao tentar buscar refúgio na garagem de sua casa, Rafael foi atingido por dois tiros no peito e um no abdômen. o suspeito evadiu-se do local após efetuar os disparos.

Rafael Souza da Cunha tinha passagens pela polícia por estupro e importunação sexual.

Prisão

Durante a manhã desta quarta-feira, a Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão contra o homem no setor Lago Azul IV. O suspeito, segundo as investigações, teria sido alvo de perseguição e ameaças por parte da vítima em relação a seus familiares. Além disso, há registros de ocorrências envolvendo perturbações a vizinhos por parte de Rafael, que, na época, estava sob tratamento psiquiátrico.

Polícias na frente de casa que foi cena de um homicídio em Araguaína
Foto: Divulgação

O acusado deverá responder por homicídio qualificado. Após a captura, foi encaminhado para a Unidade Penal Regional de Araguaína.

Conforme o delegado Breno Eduardo Campos Alves, a investigação persistirá, uma vez que há indícios de possível participação de uma segunda pessoa no assassinato de Rafael. Dessa forma, os esforços continuarão para identificar e prender esse eventual cúmplice.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp