Servidor preso por dirigir bêbado caminhonete de Secretaria de Meio Ambiente será exonerado

O servidor do estado pagou fiança para responder em liberdade. Ele ocupava o cargo de motorista na secretaria.

Compartilhe:

Um funcionário público de 41 anos, que foi detido após ser surpreendido dirigindo alcoolizado um veículo da Secretaria de Meio Ambiente, será demitido. O homem, que não teve o nome identificado, foi interceptado durante uma operação policial na TO-010 e conduzido à delegacia, onde pagou uma fiança para responder ao processo em liberdade. O governo disse que também deverá adotar medidas para reparar os danos causados à instituição.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A decisão de exoneração deve ser anunciada no Diário Oficial do estado.

O caso aconteceu última sexta-feira (22), na via entre Palmas e Lajeado. De acordo com a Polícia Militar, o motorista tentou evitar a abordagem, mas a equipe da operação percebeu e interceptou o veículo.

A PM relatou que o funcionário exibia sinais evidentes de embriaguez e recusou-se a realizar o teste do bafômetro. O veículo foi encaminhado para o pátio do Detran. No local, os policiais constataram que o homem trabalhava como motorista para o governo e estava utilizando um veículo pertencente a secretaria.

Naquele dia, foi elaborado um termo de constatação de embriaguez e um auto de infração de trânsito por direção sob influência de álcool e por condução de veículo registrado que não estava devidamente licenciado.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

O que diz a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos esclarece que o caso seguiu os procedimentos padrões para a situação e que, com base no Boletim de Ocorrência, confirmou os fatos divulgados pela mídia no sábado (23). Além de adotar todas as medidas apropriadas para reparação dos danos ao Estado, o funcionário envolvido será demitido de suas funções.