Servidor é preso ao ser flagrado em blitz dirigindo bêbado veículo oficial do estado

Caso aconteceu em Palmas e a caminhonete conduzida pelo motorista pertence a Secretaria do Meio Ambiente do Tocantins. Ele pagou fiança e vai responder ao processo em liberdade.

Compartilhe:

Um servidor público, de 41 anos, foi preso em flagrante por dirigir sob efeito de álcool enquanto operava uma caminhonete pertencente à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarth). Ele foi flagrado durante uma blitz realizada pela Polícia Militar na TO-010, na saída de Palmas para Lajeado.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Segundo informações da Polícia Civil, o motorista, que não teve o nome divulgado, foi liberado após pagar fiança e aguardará o desenrolar do processo em liberdade.

A Semarth declarou que está tomando conhecimento do ocorrido para, posteriormente, adotar as medidas cabíveis.

O flagrante ocorreu na noite de sexta-feira (22), durante a operação ‘Cidade Blindada’. A PM relatou que o motorista tentou escapar da abordagem, porém, a equipe da blitz percebeu e interceptou a caminhonete.

Após averiguações, os policiais constataram que o indivíduo era funcionário público estadual e estava utilizando o veículo oficial da Semarth. Além disso, o servidor apresentava sinais evidentes de embriaguez e recusou-se a realizar o teste do bafômetro. A caminhonete foi apreendida e encaminhada ao pátio do Detran.

No local da ocorrência, foram emitidos termos de constatação de embriaguez e autos de infração por dirigir sob influência de álcool e conduzir veículo registrado sem devido licenciamento.

O servidor foi conduzido à 1ª Central de Atendimento da Polícia Civil, onde foi autuado por dirigir embriagado. O caso será investigado pela Delegacia de Repressão a Crimes de Trânsito de Palmas.

Por meio de nota, a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos comunicou que está se inteirando dos acontecimentos divulgados pela imprensa na noite de sexta-feira, 22, em Palmas. Assim que tomar ciência do ocorrido, a Secretaria tomará as medidas necessárias de acordo com as disposições legais para responsabilizar o servidor envolvido.

Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp