Foragido de Goiás é preso após ser flagrado com drogas e carro de R$ 200 mil no Tocantins

Homem de 34 anos é suspeito de integrar quadrilha de desmanche de veículos e foi detido em Araguaína, no norte do estado.

Compartilhe:

Um homem de 34 anos foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária por tráfico de drogas e associação com uma organização criminosa. A prisão ocorreu em Araguaína, no norte do estado, após o suspeito ser flagrado com drogas e um veículo adulterado avaliado em R$ 200 mil.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Segundo a Secretaria de Segurança Publica do Tocantins, o homem preso é investigado por sua suposta ligação com um grupo criminoso especializado no desmanche de veículos roubados, e era considerado foragido do estado de Goiás. Seu nome não foi divulgado.

O mandado de prisão temporária em aberto foi executado pela Polícia Civil, especificamente pela equipe da 2ª Divisão de Repressão a Narcóticos (Denarc), após receber informações sobre um indivíduo apelidado de ‘Bill’ envolvido na venda de drogas em Araguaína.

Na tarde de sexta-feira (23), os policiais conseguiram abordar o suspeito e encontraram com ele uma porção de maconha, o que resultou em sua prisão. Posteriormente, ao consultarem seu nome no sistema, descobriram o mandado de prisão em aberto emitido pela Justiça de Goiás.

Foragido de Goiás é preso após ser flagrado com drogas e carro de R$ 200 mil no Tocantins
Foto: Divulgação/SSP-TO

Além da substância ilícita, as autoridades apreenderam um veículo avaliado em R$ 200 mil, que apresentava indícios de adulteração. Todo o material apreendido foi encaminhado para a Denarc de Araguaína.

Desmanche de veículos

De acordo com a Polícia Civil, investigações apontam que ‘Bill’ está envolvido em um esquema criminoso que inclui o roubo e a comercialização de peças automotivas.

Em janeiro deste ano, uma operação conjunta da Polícia Civil de Goiás e da Polícia Rodoviária Federal resultou na prisão de 20 indivíduos e na apreensão de caminhões contendo peças de veículos roubados em São Paulo.

O delegado José Anchieta de Menezes Filho, responsável pelo caso em Araguaína, esclareceu o funcionamento do esquema: “As peças eram desmontadas para dificultar a identificação dos veículos e, em seguida, eram transportadas para Goiás por meio de uma rede complexa de criminosos, para serem posteriormente comercializadas a preços muito abaixo do valor de mercado”.

Após a execução do mandado, o suspeito foi autuado por posse de drogas e encaminhado para a delegacia, posteriormente sendo transferido para a Unidade Penal Regional de Araguaína, onde ficará à disposição da Justiça de Goiás.

Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp