Segundo suspeito de matar engenheiro tocantinense estrangulado no Pará é preso

Prisão aconteceu no Pará nesta quinta-feira (7). Polícia disse que o suspeito confessou crime.

Compartilhe:

A Polícia Civil do Pará efetuou a prisão do segundo suspeito envolvido no assassinato do tocantinense Jorge Augusto Figueiredo Fagundes. A prisão aconteceu nesta quinta-feira (7), na cidade de Barcarena. Durante a operação, foram apreendidos o celular e a camisa que o autor utilizou no dia do crime. Vale ressaltar que Outro suspeito de envolvimento crime já havia sido detido em 27 de fevereiro deste ano.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O engenheiro Jorge Augusto era natural de Alvorada, no sul do Tocantins, e havia se mudado para o Pará em janeiro. Ele desapareceu em 24 de fevereiro, e o homicídio teria ocorrido após uma discussão entre a vítima e dois homens, que o teriam estrangulado com o próprio cinto da vítima.

Segundo a polícia, foram encontradas evidências no celular do suspeito que confirmaram sua participação no crime. Entretanto, o nome dele não foi divulgado.

“Durante o depoimento, o suspeito confessou a autoria do homicídio, fornecendo detalhes sobre a dinâmica do crime e a motivação, e indicando que a vítima foi morta por estrangulamento e golpes na cabeça”, afirmou o delegado Guilherme Traldi.

Prisão do primeiro suspeito

O primeiro suspeito foi preso no mesmo dia em que o corpo do engenheiro foi encontrado. Ele foi localizado após a descoberta de várias transferências via Pix da conta da vítima para a conta do suspeito. O nome dele também não foi divulgado.

Em seu depoimento, o suspeito admitiu ter passado a noite do dia 24 com o engenheiro e ter repassado um dos celulares da vítima para outra pessoa. Ele confessou ainda que Jorge estava morto e indicou o local onde o corpo estava escondido. A polícia recuperou o celular da vítima e encontrou o corpo em uma área rural de Vila do Conde, em Barcarena.

Suspeito de assassinar engenheiro preso no pará
Foto: Divulgação

Além disso, o carro da vítima e outro dispositivo móvel foram apreendidos. A área onde o corpo foi encontrado foi periciada, e imagens de câmeras de segurança foram coletadas para auxiliar nas investigações.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

Sobre o engenheiro

Jorge Augusto Figueiras Fagundes tinha 30 anos, era natural de Alvorada e havia se mudado para Barcarena há aproximadamente dois meses. Seus colegas de trabalho o descreviam como uma pessoa brincalhona e atenciosa. A empresa onde ele trabalhava divulgou uma nota de pesar lamentando sua morte.

O delegado responsável pelo caso afirmou que as investigações continuam para esclarecer todos os detalhes do crime e prender todos os envolvidos. Denúncias podem ser feitas anonimamente através do Disque-Denúncia (181) ou pelo WhatsApp (91) 98115-9181.