Policiais fantasiados de ‘Chapolin’ se infiltram entre foliões e prendem ladrões de celulares em SP

Policiais disfarçados como o personagem do seriado de TV mexicano conseguiram se infiltrar em um bloco carnavalesco e detiveram quatro suspeitos.

Compartilhe:

Agentes da Polícia Civil, disfarçados de “Chapolin Colorado”, infiltraram-se entre os foliões durante o pós-carnaval na região do Parque Ibirapuera, Zona Sul de São Paulo, e conseguiram prender quatro suspeitos de furtar celulares das vítimas durante o desfile de um bloco carnavalesco de rua. Os policiais, vestidos como o personagem do famoso seriado de TV mexicano, conseguiram apreender seis telefones.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Assista o vídeo:

Este episódio peculiar ocorreu no último domingo (18) e foi registrado pelas câmeras dos agentes da Polícia Civil.

Durante o pré-carnaval e o carnaval, a polícia já havia adotado a estratégia de colocar agentes disfarçados entre os foliões, utilizando camisas floridas, trajes da seleção brasileira, de clubes de futebol, bermudas, chapéus, bonés, óculos escuros, e até mesmo glitter e purpurina, para capturar ladrões nos blocos de carnaval de rua na capital. Esta medida contribuiu para deter algumas quadrilhas e recuperar parte dos aparelhos roubados.

No domingo passado, os policiais aprimoraram sua estratégia ao decidirem se fantasiar como os “chapolins” para enganar os criminosos. Em um dos vídeos, é possível observar os agentes vestindo o icônico traje vermelho com as letras “CH” dentro de um coração, enquanto conduzem uma mulher suspeita de furto de celulares.

Outra mulher e dois homens foram detidos pelos agentes disfarçados. Todos os quatro são estrangeiros e têm entre 21 e 38 anos de idade, conforme informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP). No entanto, a nacionalidade deles não foi divulgada.

De acordo com a SSP, os policiais disfarçados notaram que um grupo de pessoas tentava esconder celulares nas roupas, o que despertou a atenção dos agentes. O grupo foi abordado, e os agentes confirmaram que os aparelhos haviam sido furtados dos foliões.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

Os quatro suspeitos foram conduzidos pelos “chapolins” até uma delegacia, onde foram indiciados por furto e associação criminosa. Eles passarão por audiência de custódia nesta segunda-feira (19), na qual a Justiça decidirá se permanecerão detidos ou responderão aos crimes em liberdade.

Segundo dados da SSP, as operações realizadas por policiais disfarçados, fantasiados e identificados como agentes resultaram na prisão de 59 criminosos e na recuperação de 189 celulares e 598 cartões bancários na capital durante o pré-carnaval, carnaval e pós-carnaval nos blocos de rua.