Polícia procura por suspeito de executar homem com tiro na cabeça após obrigá-lo ajoelhar

Crime aconteceu na zona rural de Ponte Alta do Tocantins em janeiro deste ano. Polícia divulgou cartaz de procurado e pediu ajuda da população para encontrar Lourivaldo Almeida de Carvalho.

Compartilhe:

A Polícia Civil tornou público o cartaz de procurado de Lourivaldo Almeida de Carvalho, de 40 anos, identificado como o principal suspeito do assassinato a tiros de Gleidson Moreira Ferreira, de 30 anos. Segundo as investigações, a vítima foi obrigada a ajoelhar-se e foi executada com um tiro na cabeça.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O crime ocorreu em 21 de janeiro na zona rural de Ponte Alta do Tocantins, na região do Jalapão, e está sob investigação da 81ª Delegacia de Polícia Civil.

O delegado Roberto Assis, encarregado do caso, explicou que o suspeito foi identificado imediatamente após o ocorrido e teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça. No entanto, ele fugiu e não foi mais visto em seu local de trabalho, sendo considerado um foragido da Justiça.

Polícia procura por suspeito de executar homem com tiro na cabeça após obrigá-lo ajoelhar
Foto: Divulgação

Segundo as autoridades policiais, no dia do crime, por volta da 1h, os dois homens estavam na zona rural de Ponte Alta e se envolveram em uma discussão acalorada. Lourivaldo estava armado e teria ordenado que Gleidson se ajoelhasse.

“Mesmo diante dos apelos da vítima para não ser morta, o autor, friamente, efetuou um disparo que atingiu sua cabeça próximo ao ouvido esquerdo”, relatou o delegado.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

Apesar de ter sido socorrido e levado ao Hospital Geral de Palmas, Gleidson não resistiu. “Trata-se de um crime extremamente grave, no qual a vítima foi colocada de joelhos e executada. Diante desses fatos, solicitamos a colaboração da população para auxiliar a Polícia Civil do Tocantins na localização e prisão de Lourivaldo de Almeida Carvalho, para que a Justiça possa seguir seu curso normalmente e ele possa responder por seu crime de acordo com a lei”, enfatizou o delegado Roberto.

Qualquer informação que possa contribuir para a localização de Lourivaldo pode ser repassada à delegacia de Ponte Alta pelo telefone (63) 3378-1400, ou pelo telefone 197. Todas as denúncias serão mantidas em absoluto sigilo.