Veja quanto ganham os PMs do TO presos suspeitos de matar mulher a tiros no MA

Dupla teve a prisão prorrogada pela Justiça do Maranhão. Vítima, identificada como Maria de Jesus Souza Morais, seria tia de um dos militares envolvidos.

Compartilhe:

Os dois policiais militares efetivos do Tocantins, que foram presos no Maranhão suspeitos de envolvimento na morte de uma mulher, recebem salários acima de R$ 5 mil. O cabo Etevaldo José Machado Silva Júnior e o soldado Elielson Rocha Sales tiveram suas prisões estendidas por mais 30 dias e estão detidos em um batalhão da PM no Maranhão. Eles são investigados pela morte de Maria de Jesus Souza Morais, tia de Etevaldo.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O soldado Elielson, integrante da última turma de formação da Polícia Militar do Tocantins e lotado no 9º Batalhão da PM – TO, recebe um subsídio bruto de R$ 5.856,91. Já o cabo Etevaldo, que ingressou na Polícia Militar em 2014 e atualmente serve no 3º Batalhão da Polícia Militar, tem um salário bruto de R$ 7.634,34.

Dois PMs do Tocantins são presos por suspeita de assassinarem uma mulher no Maranhão
Foto: Divulgação
Prisão Prorrogada

A Justiça do Maranhão decidiu prorrogar a prisão dos PMs do Tocantins por mais trinta dias. Eles estão sob custódia desde o último sábado (10), suspeitos de envolvimento no homicídio de Maria de Jesus.

A Polícia Militar do Tocantins afirmou que iniciou uma investigação interna sobre o caso e está acompanhando de perto o desenvolvimento das investigações. A corporação reiterou seu compromisso com a legalidade, imparcialidade e integridade, afirmando não compactuar com comportamentos incompatíveis com os princípios da instituição.

O crime ocorreu durante uma operação policial em Imperatriz, quando os PMs estavam tentando localizar um indivíduo que havia fugido de uma abordagem policial e se escondeu na residência de Maria de Jesus. Durante a ação, tiros foram ouvidos do lado de fora da casa, e a vítima foi encontrada morta.

A polícia está investigando o caso, que possivelmente se configurará como feminicídio. Os acusados negaram o crime, alegando que estavam indo para o aeroporto para fazer exercícios físicos.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

O que diz a Polícia Militar do Tocantins

A Polícia Militar do Tocantins esclarece que foi informada sobre prisão de dois policiais militares na noite do dia 10 de fevereiro, na cidade de Imperatriz-MA, suspeitos de envolvimento na morte de Maria de Jesus Sousa, naquela cidade.

De imediato, a Polícia Militar já adotou as medidas preliminares para apuração interna e está acompanhando o caso.

Os envolvidos permanecem presos em uma Unidade Policial Militar na cidade e Imperatriz e à disposição da Justiça.

A Polícia Militar lamenta o ocorrido e reafirma à sociedade seu compromisso com a legalidade e imparcialidade, bem como não coaduna com posturas incompatíveis com a nobre função pública.

Polícia Militar do Tocantins

*Com informações do G1