Polícia indicia suspeito de matar jovem a tiros em posto de combustíveis no sudeste do Tocantins

Suspeito de 38 anos atirou contra Daniel Tito da Silva após receber uma garrafada na cabeça durante briga. Ele se apresentou na delegacia dois dias após o crime e alegou legítima defesa.

Compartilhe:

A Polícia Civil indiciou um homem de 38 anos por homicídio, embriaguez e porte de arma de fogo. Ele é o principal suspeito de matar Daniel Tito da Silva, de 24 anos, a tiros. O crime ocorreu no dia 16 de julho em Conceição do Tocantins, região sudeste do estado.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Conforme informações da Secretaria da Segurança Pública, o suspeito se apresentou na delegacia dois dias após o crime, alegando ter agido em legítima defesa. Entretanto, após investigações, o indiciamento apontou que ele agiu de forma a impossibilitar a defesa da vítima, o que resultou no homicídio, e também foi constatada sua embriaguez e porte ilegal de arma de fogo.

Caso seja condenado, o suspeito pode enfrentar uma pena total que ultrapasse 30 anos de prisão.

Foto: Reprodução

O crime ocorreu no início da manhã de domingo, 16 de julho, durante uma confusão no pátio de um posto de combustível localizado na rodovia TO-050, em Conceição do Tocantins. Durante uma briga no estabelecimento, Daniel da Silva acabou quebrando uma garrafa de whisky na cabeça do suspeito.

Em resposta, o homem se dirigiu a uma caminhonete Toyota Hilux de cor preta, pegou uma arma e efetuou três disparos contra Daniel, que veio a falecer no local. Um dos tiros atingiu de raspão a mão esquerda de outra vítima de 28 anos presente no local.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.