Mulher que resgatou recém-nascida abandonada em beco diz que é ‘uma cena muito difícil’

A bebê foi abandonada em Paraíso do Tocantins, em um local que tinha areia, lixo e mato. O caso é investigando Polícia Civil.

Compartilhe:

Uma recém-nascida foi encontrada abandonada em um beco entre duas casas em Paraíso do Tocantins, mas agora tem a oportunidade de se recuperar com saúde graças à ajuda da auxiliar administrativa Maria do Espírito Santo. A bebê foi deixada ao lado da casa dela, ainda com o cordão umbilical e suja de sangue.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A situação ocorreu na manhã desta quarta-feira (10), por volta das 6h30. Maria relatou que, ao acordar, ouviu um barulho vindo do lado de fora, inicialmente pensando ser o miado de um gato.

Maria descreveu a recém-nascida como estando sem roupas e com os lábios quase roxos. “Foi uma cena muito difícil de testemunhar”, lamentou.

O choro vinha do beco entre duas casas em uma rua do Setor Oeste. O local estava sujo, com lixo, areia e mato, misturados com o sangue do corpo da criança.

Ao perceber que se tratava de um bebê, a mulher imediatamente a acolheu e chamou os bombeiros e a Polícia Militar. Segundo o soldado Gabriel Sousa Assunção, que participou do atendimento, a criança já havia sido retirada do local.

“Ela estava nos braços de Maria, já ‘embrulhadinha’, e estava dormindo. Nós fizemos avaliações primárias e secundárias para verificar o estado da recém-nascida”, explicou. Em seguida, a criança foi levada para o Hospital Regional de Paraíso pela equipe de resgate.

Beco onde bebê recém-nascido foi encontradada
Foto: Reprodução

A menina passou por exames na unidade e Maria foi informada de que ela estava bem.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou em nota que a criança ainda está sob cuidados das equipes multiprofissionais, recebendo os procedimentos necessários para sua integridade física. O hospital também entrou em contato com as autoridades para localizar a família da criança e tomar outras medidas legais necessárias.

A rua onde a menina foi abandonada possui câmeras de vigilância que podem ajudar a identificar quem a deixou no beco. A Secretaria de Segurança Pública do Tocantins informou que a 6ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (DEAMV ) de Paraíso já iniciou as investigações para identificar os responsáveis pelo abandono.

*Com informações do G1