Família diz que mecânico voltava do trabalho quando foi morto em acidente

Carlos José Conceição Machado Souza, de 44 anos, seguia em sua motocicleta do centro de Palmas para o Jardim Aureny III, quando colidiu com um caminhão.

Compartilhe:

O mecânico Carlos José Conceição Machado Souza, 44 anos, que morreu após colidir com a motocicleta que pilotava na traseira de um caminhão baú, retornava para para casa após concluir seu turno de trabalho. A batida aconteceu na terça-feira (9), na avenida Teotônio Segurado, em Palmas

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Segundo relatos familiares, Carlos era mecânico e trabalhava em uma oficina no centro de Palmas. Ele estava a caminho de casa no Jardim Aureny III quando o acidente ocorreu, logo após as 18h, próximo ao setor Bertaville. Testemunhas relataram que a colisão ocorreu após o condutor do caminhão baú tentar fazer uma conversão proibida.

A batida resultou na interdição de algumas vias da avenida, causando congestionamento no sentido centro/sul. A Sesmu (Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana) gerenciou o fluxo de tráfego.

Motociclista morre após bater na traseira de caminhão em avenida na região sul Palmas
Foto: TV Anhanguera

Carlos é lembrado pela família como um homem diligente e bem relacionado com parentes e amigos. Ele deixa uma esposa e oito filhos.

Após procedimentos da Polícia Militar e da perícia técnica, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Os serviços fúnebres e o enterro estão programados para ocorrer em Aparecida do Rio Negro, onde reside a mãe do mecânico.