Motoboys de app arrombam portão da casa de cliente que se negou a pagar pizza; Vídeo

Imagens mostram um dos entregadores jogando a moto sobre o portão do cliente na região sul de Palmas. Polícia Civil disse que foram registrados dois boletins de ocorrência por lesão corporal.

Compartilhe:

Entregadores de apps de entregas se em um arrombamento de um portão no Jardim Aureny IV, na região sul de Palmas, após um cliente se recusar a pagar por uma pizza. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o momento em que um dos motoboys empina a moto e a lança em direção ao portão da casa.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Assista o vídeo:

Motoboys arrombam portão de cliente que se recusou pagar por pizza.

A Polícia Civil informou que registrou dois boletins de ocorrência por lesão corporal relacionados ao caso.

A ocorrência foi na noite de quinta-feira (29). Conforme relato da polícia, o cliente recebeu a entrega da pizza e se recusou a pagar, alegando que o produto havia sido violado. Posteriormente, o proprietário do restaurante foi até a residência do cliente para averiguar a situação, pois segundo ele, essa não era a primeira vez que o pedido era cancelado pelo mesmo motivo. Os nomes do cliente e do dono do restaurante não foram divulgados.

Na residência, o proprietário e o cliente iniciaram uma discussão que se intensificou até resultar em agressão física. Ambos foram conduzidos para a 2ª Central de Atendimento da Polícia Civil, onde registraram os boletins por lesão corporal. Após os procedimentos legais, foram liberados e devem passar por exames.

Motoboys de app arrombam portão da casa de cliente que se negou a pagar pizza.
Foto: Reprodução

De acordo com informações da polícia, os motoboys foram até a casa do cliente após o desentendimento. O vídeo mostra vários entregadores, portando mochilas de diferentes aplicativos, chegando em frente à residência e buzinando. Em determinado momento, um dos entregadores lança a moto contra o portão, que cai. Outros entregadores também chutam o portão.

O morador retornou à delegacia e registrou um boletim de ocorrência por danos materiais devido ao dano causado ao portão.

Não há informações se os motoboys são empregados diretos dos serviços de delivery ou se apenas utilizavam as mochilas com os logotipos das empresas.

Uma equipe da 2ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo foi designada para investigar o caso.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

O que dizem as empresas

IFood: “A empresa está investigando internamente o caso para confirmar se o incidente ocorreu em sua plataforma. Caso seja confirmado, serão tomadas as medidas cabíveis, incluindo o banimento dos envolvidos. O iFood reitera que não tolera qualquer forma de violência, seja cometida por entregadores ou clientes. É importante ressaltar que o uso da mochila com o logo da empresa não implica necessariamente que a pessoa esteja realizando entregas pela plataforma do iFood, pois não é exigido que os entregadores utilizem essa mochila para realizar entregas.”

Uber Eats: “A empresa informou que não opera no Brasil desde março de 2022.”

Tô no Lucro: “A empresa tomou conhecimento do incidente recente através das redes sociais e está conduzindo uma investigação para confirmar se os envolvidos são prestadores de serviços ativos em sua plataforma. A empresa expressa seu repúdio ao ocorrido e se coloca à disposição das autoridades competentes para colaborar com as investigações necessárias. Ressalta-se que nem todos os que portam a mochila identificada estão prestando serviços para o aplicativo.”