Jovem é filmado fazendo entregas montado em burro depois de perder moto em blitz; Vídeo

Caso inusitado aconteceu em Palmas. João Pedro, de 19 anos, que foi filmado andando com o burro nas ruas, disse que o animal é de um amigo, que emprestou para ele continuar trabalhando.

Compartilhe:

Um entregar de aplicativo foi filmado em um burro com uma mochila de entrega nas costas em Palmas. A situação chamou a atenção nas redes sociais enquanto o jovem realizava entregas pelas ruas de Palmas. Jovem Pedro, de 19 anos, conta que o uso do animal, que se chama Pagode, foi uma alternativa para trabalhar após após a apreensão de sua moto em uma blitz.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Assista o vídeo:

“Eu comecei [a fazer entregas] há uns dois dias, porque um amigo meu estava por perto e ele tinha um burro. Então, perguntei se ele não me emprestaria para fazer algumas entregas, já que minha moto estava com meu tio e ele também precisava dela”, explicou João.

A história ganhou destaque nas redes sociais depois que um amigo publicou um vídeo mostrando João fazendo as entregas montado em Pagode. Em um dos trechos do vídeo, João é visto indo buscar um pedido no shopping da região norte de Palmas e comenta: “Gasolina agora é offline”.

Para João, toda a repercussão foi uma surpresa. “É algo inesperado, uma situação que eu jamais imaginei que aconteceria, porque foi algo tão natural, que nunca pensamos que teria essa repercussão toda”, disse ele.

A moto que João utilizava para as entregas foi apreendida em uma blitz devido ao seu estado precário. “Minha moto já estava em péssimas condições, não podia mais circular, mas foi a única opção que pude comprar. E, infelizmente, foi apreendida, não havia mais solução”, lamentou.

Entregas suspensas

Segundo o jovem, as entregas com Pagode foram suspensas depois que a história viralizou e João passou a receber muitas críticas nas redes sociais. Durante os dois dias em que usou o burro, João fez as entregas apenas na região central da cidade, para não sobrecarregar o animal.

“O animal é bem cuidado e eu também não faço entregas constantemente. São poucas entregas que faço com ele. Pegava apenas pedidos próximos. Não dá para fazer entregas muito longas com um burro, porque demora muito e é cansativo para o animal”, explicou João.

Natural de Brasília, João está em Palmas há dois anos, buscando melhor qualidade de vida e oportunidades de estudo.

Atualmente, João está trabalhando como garçom enquanto não consegue um veículo para realizar as entregas. Recentemente, um amigo iniciou uma vaquinha online com o objetivo de arrecadar dinheiro para que João possa comprar uma moto.

Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp