Ex-pastora diz que fiéis assinam seu seu perfil adulto no Onlyfans para fazer confissões

"Mandaram fotos íntimas no banheiro da igreja", diz a modelo e ex-miss bumbum Ana Akiva.

Compartilhe:

A modelo Ana Akiva, de 36 anos, que era pastora de uma igreja evangélica no interior de São Paulo, recentemente rompeu o casamento com o líder religioso Youssef Akiva e começou a comercializar conteúdo adulto, incluindo fotos sensuais, na internet. Conhecida como musa do OnlyFans e do Privacy, Ana revelou que alguns antigos fiéis têm assinado seus perfis nessas plataformas para fazer confissões surpreendentes.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

“Alguns fizeram questão de dizer que iam para a igreja porque ficavam excitados, porque queriam me ver. Alguns mandaram fotos íntimas no banheiro da igreja. Fiquei chocada”, compartilha Ana. Ela também relata que muitos fiéis admitiram ter abandonado a igreja após sua saída da liderança religiosa.

“Muitos disseram ter deixado a igreja depois que abandonei a pregação. Outros compartilharam suas fantasias eróticas que tinham comigo na época, coisas inacreditáveis”, relata Ana Akiva.

A ex-pastora enfrentou ataques e teve suas contas nas redes sociais banidas após sofrer perseguição de membros da igreja. Ana diz que tem experiência no meio religioso e ressalta que relatos de mulheres vítimas de “narcisistas que se escondem atrás da religião” são cada vez mais frequentes.

Ex-pastora diz que fiéis assinam seu seu perfil adulto no Onlyfans para fazer confissões
Foto: Divulgação

“Para o abusador, a igreja é um local seguro, onde ele pode colocar seu plano em prática usando a palavra de Deus. Alguns versículos falam de submissão, obediência e silêncio. Sofri muito tempo, perdoando todos os abusos porque entendia que era minha obrigação,” compartilha Ana.

Antes de sua conversão em 2015, Ana Akiva foi Miss Bumbum e modelo. Mesmo afastada da liderança na igreja e do título de pastora, a influenciadora enfatiza que conteúdos sensuais não a diminuem “como filha de Deus e nem como pessoa”.

Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp