Atirador de elite atinge mão de homem armado que fazia a própria filha de refém em Fortaleza

Mãe da criança foi baleada na cabeça pelo suspeito e foi socorrida em estado grave. A criança, de apenas 2 anos, foi resgatada sem ferimentos.

Compartilhe:

Um atirador de elite da Polícia Militar interveio em uma situação crítica em uma farmácia na Avenida Mozart Lucena, no Bairro Vila Velha, em Fortaleza, na noite deste domingo (25). Ele atirou e acertou a mão de um homem, que estava armado com um revólver e fazia a própria filha de refém. A criança, de apenas 2 anos, foi resgatada sem ferimentos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Antes de ameaçar a criança, o suspeito havia atirado na cabeça da companheira, mãe da menina, que foi socorrida em estado grave pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Após ser baleado na mão por um atirador de elite da polícia, o homem foi atendido sob escolta policial e, em seguida, preso.

Vídeo:

Testemunhas relataram que a ocorrência teve início por volta das 18h, quando o casal começou a discutir em sua residência, próxima ao estabelecimento comercial.

Durante a briga, a mulher tentou fugir com a filha, mas foi interceptada pelo companheiro, que arrancou a criança dos braços da mãe e disparou três vezes contra ela, atingindo-a na cabeça. Em seguida, o homem entrou na farmácia com a criança e a ameaçou.

A Polícia Militar foi acionada e os agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) iniciaram negociações para que o suspeito entregasse a criança. Durante o processo de negociação, um atirador de elite conseguiu acertar a mão do suspeito, que então se entregou, permitindo o resgate seguro da menina.

O suspeito foi levado para um hospital e, em seguida, encaminhado para uma delegacia, onde o procedimento legal foi registrado.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp