Acusado de assassinar esposa com golpes de faca é condenado a 21 anos de prisão

Crime aconteceu em março de 2023, na região sul de Palmas. José Rodrigues Lopes também foi condenado ao pagamento de indenização à família da vítima, no valor de R$ 110 mil.

Compartilhe:

O Tribunal do Júri de Palmas deliberou pela condenação de José Rodrigues Lopes a 21 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão em regime fechado pelo assassinato de sua esposa, Priscila Lopes Ferreira. O veredicto foi proferido no final da tarde desta quinta-feira (21), após um dia de julgamento.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O crime ocorreu em 11 de março de 2023, quando José desferiu múltiplos golpes de faca contra a esposa. O casal residia em Aureny III, região sul de Palmas, junto com seus filhos, que foram deixados aos cuidados de um conhecido após o assassinato.

Durante o julgamento, oito testemunhas foram ouvidas, sendo cinco para acusação e três para defesa. José Rodrigues foi submetido a interrogatório e, após os debates entre acusação e defesa, o júri popular deliberou pela sua condenação.

Além da sentença de mais de 21 anos, José foi ordenado a pagar uma indenização por danos morais à família da vítima no valor de R$ 110 mil.

O caso envolveu Priscila sendo fatalmente esfaqueada, com aproximadamente sete golpes, enquanto estava na cama durante a madrugada. Após o crime, o marido deixou os filhos na casa de um conhecido e confessou o ato para um parente antes de fugir.

Na época, a investigação revelou que Priscila apresentava lesões nas mãos e nas costas, sugerindo uma tentativa de defesa durante o ataque.

Embora tenha se apresentado voluntariamente à delegacia quatro dias após o ocorrido, José foi inicialmente liberado por ter ultrapassado o prazo de flagrante, mas acabou sendo posteriormente preso em cumprimento a uma ordem judicial.