Vídeo: Vice-presidente do Flamengo briga com torcedor em shopping do Rio

Imagens mostram aglomerações perto da loja onde o vereador e vice-presidente de futebol do clube ficou trancado por cerca de uma hora até ser escoltado por policiais.

Compartilhe:

O vereador Marcos Braz (PL), que também atua como vice-presidente de futebol do Flamengo, esteve envolvido em uma briga com um torcedor do clube no Barra Shopping, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na tarde desta terça-feira (19).

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Assista o vídeo:

Após a confusão, Marcos Braz se refugiou em uma loja e só saiu do local sob escolta dos agentes do programa Segurança Presente, enquanto era alvo de vaias e xingamentos por parte de outros presentes.

O dirigente dirigiu-se à 16ª Delegacia de Polícia (Barra) para registrar o incidente. De acordo com o ge (Globo Esporte), o torcedor envolvido na briga, que se identificou como Leandro Gonçalves Júnior, procurou atendimento médico para tratar ferimentos leves e pretende apresentar queixa na delegacia posteriormente.

Testemunhas relatam que a briga teve início quando o torcedor abordou Marcos Braz para questionar a situação do Flamengo, que vem enfrentando uma queda de desempenho e recentemente perdeu o primeiro jogo da final da Copa do Brasil para o São Paulo.

Segundo o próprio Braz, ele estava em uma loja acompanhado de sua filha de 15 anos quando três torcedores se aproximaram e se identificaram como membros de uma torcida organizada do clube, a Jovem Fla. Eles teriam exigido a demissão do técnico Jorge Sampaoli e do atacante Gabigol.

Marcos Braz alega ter sido xingado e ameaçado de morte, e afirma que até sua filha foi alvo de ameaças. Ele diz que somente após essas ameaças, ele e seus seguranças foram atrás dos três torcedores.

Foto: Reprodução

O torcedor envolvido na briga relatou que gritou para Marcos Braz deixar o Flamengo e, em seguida, teria sido agredido pelo segurança e pelo vereador, inclusive afirmando que foi mordido por ele. Imagens circulando nas redes sociais mostram a suposta mordida.

Após a briga, Marcos Braz se refugiou na loja com as portas trancadas e permaneceu lá até ser escoltado para fora do shopping por agentes do programa Segurança Presente, aproximadamente uma hora após o incidente. Uma multidão aguardava sua saída, vaiando e xingando o dirigente.

Assista o vídeo:

Uma funcionária do shopping relatou que o torcedor foi reclamar sobre a situação do time quando Marcos Braz estava dentro da loja. Após a saída do homem, de acordo com o relato da testemunha, o dirigente e um segurança teriam agredido o torcedor, que era de constituição magra.

A administração do shopping informou que foi notificada sobre um desentendimento entre clientes durante a tarde e destacou que está oferecendo apoio a todas as partes envolvidas, permanecendo à disposição das autoridades para colaborar com a investigação.

A confusão ocorreu durante o horário de sessão na Câmara dos Vereadores, onde Marcos Braz chegou a registrar sua presença virtual, mas não participou da votação e acabou ausentando-se da sessão, o que pode gerar uma falta em sua frequência.

Vale ressaltar que a Câmara dos Vereadores fica a aproximadamente 30 quilômetros do shopping e o trajeto frequentemente sofre com congestionamentos.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.