Vídeo: Mulher não consegue passar por porta giratória e é retirada à força de banco após filmar segurança

Caso aconteceu em Palmas. Vítima teria retirado todos os objetos da bolsa mas mesmo assim não passou por porta giratória. Nas imagens, ela é agarrada pelo braço e colocada para fora da agência.

Compartilhe:

Uma mulher denunciou ter sido agredida dentro de uma agência da CAIXA em Palmas. Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), a vítima alega que o segurança do banco a segurou com firmeza pelo braço e a retirou à força do interior da agência. O caso foi registrado como vias de fato.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O caso ocorreu nesta terça-feira (26), por volta do meio-dia, quando a mulher visitou a agência em Taquaralto, na região sul de Palmas, e encontrou dificuldades para passar pela porta giratória.

Assista o vídeo:

Por meio de nota, a CAIXA afirmou repudiar qualquer ato de violência e que está conduzindo uma investigação interna sobre o ocorrido. Além disso, informou que o vigilante envolvido foi afastado de suas funções e está colaborando com as autoridades de investigação. (Veja nota completa abaixo)

Conforme o relato da mulher à polícia, o segurança solicitou diversas vezes que ela retornasse e retirasse os objetos de sua bolsa para evitar que a porta travasse. No entanto, mesmo após seguir as instruções, ela não conseguiu passar.

Sentindo-se constrangida, a mulher pegou o celular e começou a filmar a ação do segurança, que tentou tomar o dispositivo à força. Nas imagens, ela questiona o segurança sobre uma possível agressão devido à filmagem. Ele responde que não é permitido filmar dentro da agência.

Posteriormente, o segurança, que não teve o nome divulgado, teria segurado a mulher firmemente pelo braço e a retirado à força do interior da agência. Durante o incidente, ele reiterou várias vezes que filmagens não eram permitidas no local.

A Polícia Militar foi acionada e orientou os envolvidos a registrarem queixa na delegacia, conforme os danos alegados por cada um. Os militares destacaram a existência de uma placa visível alertando sobre a proibição de filmagens dentro do banco.

O caso será investigado pela 2ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo da capital.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

O que diz a CAIXA

Em relação ao incidente na Agência Taquaralto (TO), a CAIXA esclarece que repudia qualquer forma de violência e está apurando o ocorrido. O vigilante envolvido foi afastado de suas funções. O respeito nas relações com o público e o atendimento dedicado e ágil aos clientes e usuários são valores essenciais para a CAIXA.

A instituição bancária esclarece que os objetos de metal são detectados pela porta giratória visando à segurança de clientes e funcionários.

A CAIXA colabora integralmente com a Polícia Federal e demais órgãos de segurança pública nas investigações e operações de combate a crimes na instituição.