Vídeo mostra ovelha pendurada em fiação após passagem de ciclone pelo RS

Imagem foi feira em Muçum, um dos municípios mais atingidos pelas chuvas e o animal estava morto. Passagem de ciclone deixou pelo menos 32 mortos no estado.

Compartilhe:

O ciclone que atingiu o Rio Grande do Sul resultou em pelo menos 32 mortes, provocando inundações nas ruas, destruição de casas e danos significativos às plantações. Na cidade de Muçum, localizada na Região Central do estado, uma cena chocante foi registrada após o recuo das águas: uma ovelha foi encontrada pendurada em cabos elétricos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Assista o vídeo:

O vídeo dessa situação circulou em grupos de bombeiros voluntários, que confirmaram sua autenticidade e ocorrência na cidade. As imagens mostram que o animal ficou suspenso sobre a Avenida Fernando Ferrari, que havia ficado submersa devido às intensas chuvas. Infelizmente, a ovelha já estava sem vida quando as imagens foram registradas.

Tragédia

O ciclone que atingiu o estado deixou um rastro de destruição em várias regiões, com consequências devastadoras. A cidade Muçum foi uma das localidades mais afetadas.

De acordo com o balanço mais recente, divulgado no início da tarde desta quarta-feira (6), pelo governo do Rio Grande do Sul, 70 municípios gaúchos noticiaram problemas; 52.157 pessoas foram afetadas, sendo nove desaparecidas; 1.650 desabrigadas; 3.064 desalojadas; 1.777 resgatadas. Estão em operação sete helicópteros para resgate de pessoas.

Devastação em Muçum:

  • Muçum testemunhou uma devastação de grandes proporções, com mais de 85% de sua área sendo inundada pelas águas.
  • Os moradores se viram em uma situação crítica, sendo resgatados de suas casas, alguns deles encontrando refúgio em telhados e sótãos.
  • O centro da cidade foi gravemente afetado, causando danos a residências, escolas, comércios e hospitais.
  • Medidas de segurança incluíram o desligamento da eletricidade na cidade e a falta de serviço telefônico.
  • A cidade ficou completamente isolada, com todos os quatro acessos rodoviários interditados.

Outras partes do estado também enfrentaram perdas e desafios significativos devido ao impacto do ciclone:

Outras Fatalidades no Estado:

  • Além das vítimas em Muçum, outras mortes foram registradas em diversas partes do estado durante o ciclone.
  • Mato Castelhano foi cenário de um trágico incidente em que um homem perdeu a vida após sua caminhonete ser arrastada pela correnteza.
  • Em Passo Fundo, uma pessoa foi vítima de uma descarga elétrica durante a tempestade, resultando em seu falecimento.
  • Duas pessoas em Ibiraiaras encontraram o mesmo destino trágico ao ficarem presas dentro de um veículo enquanto tentavam cruzar um rio.
  • Em Estrela, um homem de 58 anos perdeu a vida após ser atingido por uma descarga elétrica enquanto auxiliava um vizinho na remoção de móveis devido às inundações.
  • As cidades de Lajeado, Estrela e Cruzeiro do Sul registraram uma morte cada.

Novas Mortes em Roca Sales:

  • A tragédia se agravou com a confirmação de mais sete mortes em Roca Sales, conforme anunciado pela Defesa Civil, ampliando o impacto humano do ciclone no estado do Rio Grande do Sul.
  • Um trecho da ponte Rodoferroviária Brochado da Rocha, que conecta o município a Roca Sales, através da ERS-129, foi arrastado pelas águas do Rio Taquari, durante a manhã desta terça-feira.
  • A estrutura destinada aos veículos foi levada, enquanto a parte utilizada pelos trens, não foi impactada. Conforme a prefeitura de Muçum, o nível do Rio Taquari está baixando, mas a orientação é de que a população procure mantimentos para as próximas 72h.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.