Suspeito de armazenar pornografia infantil é preso no interior do Tocantins

Policiais civis também cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, em Novo Acordo. Homem também é investigado por tentar aliciar e estuprar uma adolescente de 13 anos.

Compartilhe:

Um homem de 33 anos foi preso suspeito de armazenar conteúdo relacionado à pornografia infantil. Ocorrência foi nesta quinta-feira (15), em Novo Acordo, na região central do estado. De acordo com a informações da Polícia Civil, o suspeito também é investigado por supostamente tentar aliciar e estuprar uma adolescente de 13 anos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

De acordo com as investigações, o suspeito estaria se comunicando com a jovem por meio de perfis falsos em redes sociais, tentando persuadi-la a manter relações sexuais com ele.

O delegado Fabrício Piassi Costa disse que, diante da gravidade dos fatos, foi necessário solicitar um mandado de busca e apreensão e uma medida cautelar para impedir qualquer contato do suspeito com a menor, inclusive por intermédio de terceiros.

“Após o deferimento integral da representação, os agentes policiais cumpriram a ordem judicial nesta manhã. Durante as diligências, a situação evoluiu e o suspeito foi detido em flagrante por posse de pornografia infantil. Agora, vamos analisar as imagens e as evidências encontradas em seu celular, juntamente com outros elementos que contribuam para as investigações”, explicou o delegado.

A autoridade policial solicitou a conversão da prisão em flagrante para prisão preventiva, considerando a possibilidade de o suspeito continuar a cometer crimes. O pedido aguarda análise do poder judiciário.

“Após o registro do flagrante e novas informações surgirem, o suspeito passou por exame de lesões e foi encaminhado à Unidade Penal de Palmas. Se condenado, ele pode enfrentar até 19 anos de prisão”, concluiu Fabrício Piassi.

Maio Laranja

A operação da Polícia Civil que resultou na prisão do suspeito faz parte da campanha Maio Laranja, um movimento dedicado à conscientização e enfrentamento à violência contra essa parcela da população. Ao longo do mês de maio, diversas iniciativas são promovidas para alertar a sociedade sobre os diferentes tipos de violência que podem afetar crianças e adolescentes, como abuso físico, psicológico, sexual e negligência.