Restos mortais de pessoa que estava sendo comida por jacaré em rio aguarda identificação no IML

Exames identificaram que se tratava de uma pessoa adulta com idade entre 20 e 30 anos. Outros dois corpos também aguardam liberação no núcleo do IML de Palmas.

Compartilhe:

Três corpos estão no núcleo do Instituto Médico Legal de Palmas aguardando identificação ou reconhecimento de parentes. Um dos restos mortais é de uma pessoa que foi encontrada em um rio na zona rural de Pium, centro-oeste do estado, enquanto era devorada por um jacaré.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Esse corpo foi encontrado no dia 3 de junho, em um afluente do rio Javaé na área do cerco aos criminosos da Operação Canguçu. A suspeita é de que seja um dos suspeitos que acabou sendo baleado e morrendo.

Os exames apontaram que se tratava de uma pessoa adulta com idade entre 20 a 30 anos, medindo entre 1,69 e 1,75 de altura.

Foto: Divulgação

O segundo corpo que está no IML aguardando liberação foi identificado como sendo de Jacinto Pereira dos Santos. Ele é natural de Piratinga (BA) e filho de Alzira Pereira dos Santos.

A última vítima foi um homem encontrado no último dia 3 de julho, no Parque Sussuapara, na Arno 31 (antiga 303 Norte), em Palmas. Ele ainda não foi identificado. Segundo o IML, tem cabelo crespo e grisalho e estava trajando bermuda e camiseta.

Qualquer informação que possa ajudar na localização de familiares dessas pessoas pode ser repassada diretamente ao núcleo no telefone (63) 3218-6840 ou presencialmente na sede do órgão, em Palmas.