Quatro universitárias morrem após van que elas estavam bater de frente em carreta na BR-116

Estudantes viajavam para passar o feriado com os pais. Outras oito pessoas ficaram feridas

Compartilhe:

Quatro estudantes universitárias morreram e outras oito pessoas ficaram feridas em um grave acidente envolvendo uma van e um caminhão na BR-116, próximo ao posto fiscal da Secretaria da Fazenda, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O trágico evento ocorreu na noite de sexta-feira (9).

A van, que transportava 11 passageiros além do motorista, colidiu frontalmente com um caminhão no km 836 da BR-116. O impacto foi tão intenso que a van tombou fora da pista.

As vítimas, todas com destino à cidade de Curral de Dentro, em Minas Gerais, para passar o feriado de carnaval com suas famílias, foram identificadas como Laila Rodrigues (20 anos), Tábita Teissiane (24 anos), Sande Viana (20 anos) e Lauani Braga (19 anos).

Quatro universitárias morrem após van que elas estavam bater de frente em carreta na BR-116
Foto: Divulgação

Testemunhas relatam que, após a colisão, a van capotou diversas vezes, resultando no arremesso dos passageiros para fora do veículo.

Os feridos foram encaminhados ao Hospital Geral de Vitória da Conquista, onde três já receberam alta médica até o momento, enquanto cinco permanecem internados, sem divulgação sobre o estado de saúde.

Quatro universitárias morrem após van que elas estavam bater de frente em carreta na BR-116
Foto: Divugação

A van utilizada no transporte dos estudantes universitários foi cedida pela Prefeitura de Curral de Dentro, distrito de Maristela, onde residiam e estudavam em Vitória da Conquista.

O velório das vítimas está agendado para a tarde deste sábado (10) em Maristela, e ainda não há informações sobre o sepultamento.

Em resposta à tragédia, a prefeitura de Curral de Dentro expressou suas condolências às famílias das vítimas, oferecendo apoio e solidariedade neste momento difícil. A vizinha Taiobeiras também manifestou pesar pela perda dos estudantes universitários.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp