Polícia prende terceiro suspeito de matar ‘amigo’ com tiros e facada em Palmas

Homicídio seria motivado por uma suposta traição a um grupo criminoso. Charles da Silva Oliveira foi morto durante uma confraternização na própria casa.

Compartilhe:

Mais um suspeito de participação no homicídio de Charles da Silva Oliveira, um homem de 40 anos, foi preso pela Polícia Civil em Palmas. O assassinato ocorreu em janeiro deste ano, na região sul da Palmas. Os suspeitos mantinham amizade com Charles, e o crime teria sido motivado por alegada traição a um grupo criminoso.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A operação que resultou na prisão do suspeito foi denominada pela Polícia Civil “Falso Amigo”. O indivíduo foi identificado apenas pelas iniciais E.T.A, de 20 anos de idade.

“Inicialmente, a suspeita do crime recaía sobre dois membros de facções, ambos já sob custódia, mas, com aprofundamento nas investigações, foi identificada a presença de um terceiro indivíduo na cena do crime. Assim, solicitamos a prisão desse terceiro envolvido, a qual foi executada hoje,” afirmou o delegado Eduardo Menezes.

Charles da Silva Oliveira foi morto durante um evento de confraternização em sua própria residência, localizada no Jardim Aureny III, em 11 de janeiro. Ele foi encontrado com uma faca cravada no peito, além de ter sido alvejado com três tiros, conforme indicou a perícia.

A polícia alega que o motivo do homicídio está ligado à rivalidade entre grupos criminosos.

“Eles receberam a incumbência de atentar contra a vida de um membro de uma organização criminosa adversária. Charles, que era usuário de drogas e mantinha negócios com ambas as facções, teve conhecimento desse plano de assassinato e decidiu alertar o traficante, com quem também mantinha negócios, sobre o plano de emboscada contra ele. Esse aviso foi interpretado como um ato de traição, resultando na sentença de morte de Charles,” relatou o delegado.

No dia do crime, os suspeitos organizaram uma festa na casa de Charles e, em determinado momento, o atacaram. Manchas de sangue foram encontradas em diversos cômodos, indicando que a vítima lutou desesperadamente pela vida.

Após o assassinato, os criminosos deixaram o local com o veículo da vítima, que foi abandonado pouco tempo depois em frente a um condomínio. Imagens das câmeras de segurança auxiliaram na identificação dos suspeitos.

Foto: Reprodução/SSP-TO

Outros envolvidos

Dois outros indivíduos estão detidos sob suspeita de envolvimento no homicídio. Em 24 de agosto deste ano, E.F. dos S. M., 29 anos, foi localizado e preso em Cristalândia, na região do Vale do Araguaia, para onde tinha fugido.

O segundo suspeito, identificado pelas iniciais M.C. da S., 31 anos, foi detido pela Polícia Rodoviária Federal em 29 de setembro, enquanto tentava fugir para Cuiabá (MT).

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.