Polícia diz que lavrador pode ter sido morto por conflito de terra; Suspeito foi preso

Eli Correia trabalhava como entregador de leite na cidade e foi encontrada com tiros na cabeça e peito. O suspeito foi levado para Unidade Prisional de Gurupi.

Compartilhe:

Um homem de 69 anos foi preso suspeito de ter cometido um homicídio a tiros contra o lavrador Eli Correia da Silva em Palmeirópolis, no sul do Tocantins. A vítima, que trabalhava como entregador de leite, foi encontrada sem vida embaixo de uma carretinha. A polícia afirmam que existe a possibilidade de o crime ter sido motivado por questões relacionadas a disputa de terras.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram executados no domingo (3). Durante a operação, munições de diversos calibres e balotes de chumbo foram apreendidos junto ao suspeito, os quais serão submetidos a testes balísticos para determinar se estão relacionados com a arma utilizada no homicídio. Até o momento, a arma do crime não foi localizada.

O suspeito foi conduzido inicialmente à 13ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Alvorada, e posteriormente encaminhado à Unidade Penal Regional de Gurupi. O caso permanece sob investigação pela Polícia Civil.

Relembre o caso

O lavrador foi morto na última sexta-feira (1º). Eli foi alvejado por dois disparos, um no peito e outro na cabeça. No mesmo dia, o suspeito se apresentou na delegacia acompanhado de advogados, sendo liberado após prestar depoimento.

Lavrador é morto a tiros no meio de rua enquanto fazia entrega de leite
Foto: Divulgação

O local do crime fica próximo à residência de um parente de Eli, que ao ouvir um disparo, decidiu verificar pelas câmeras de segurança, encontrando um homem caído no chão. A Polícia Militar foi acionada e identificou o corpo do lavrador, que foi encontrado embaixo da carretinha que utilizava para realizar suas entregas de leite.

Despedida

O velório e enterro de Eli foi marcada por uma cavalgada durante o cortejo fúnebre, acompanhada por homenagens emocionadas. Parentes aplaudiram enquanto o som de berrantes ecoava, em um gesto de tributo no sábado (2).

O carro fúnebre que transportava o corpo de Eli foi seguido por um cortejo composto por um veículo de som tocando músicas de despedida, além de diversas pessoas em cavalos, motocicletas e automóveis. Os amigos que participaram da cavalgada exibiram um cartaz com a foto do lavrador.

Enterro de Lavrador morto a tiros no meio da rua é marcado por som de berrante e aplausos
Foto: Divulgação

Eli Correa da Silva, conhecido como ‘Prechedes’, era reconhecido na cidade por seu trabalho de entrega de leite e era primo da presidente da Câmara de Vereadores de Palmeirópolis. A Prefeitura da cidade emitiu uma nota lamentando a sua morte.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp