PM do Pará é morto e mulher baleada durante assalto a ônibus no Maranhão

O crime ocorreu na cidade Santa Luzia do Paruá. O policial Santa Luzia do Paruá viajava a região Nordeste do país para ver familiares.

Compartilhe:

Na madrugada desta terça-feira (14), um assalto a um ônibus de viagens na BR-316, no estado do Maranhão, resultou na morte do policial militar Santa Luzia do Paruá, de 34 anos. O crime ocorreu Santa Luzia do Paruá, quando homens armados abordaram o ônibus, que seguia para a região nordeste do país, na tentativa de roubar os passageiros. Além de Mazoel, uma outra passageira também foi baleada e recebeu atendimento médico.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

De acordo com relatos policiais, o policial e os demais passageiros estavam em um ônibus de turismo que partiu de Capanema com destino a Fortaleza e Pernambuco. Durante a viagem, o veículo foi abordado por cinco homens armados que estavam em uma camionete Hilux branca, que já seguia o ônibus há alguns quilômetros.

Relatos de passageiros indicam que os criminosos dispararam contra Mazoel e a mulher antes de roubar os pertences dos demais passageiros.

O policial foi atingido no peito e teria ficado desacordado enquanto os criminosos roubavam joias, celulares, cordões e aproximadamente 80 mil reais dos passageiros, além da arma do policial.

Os criminosos fugiram após o crime, e o motorista do ônibus dirigiu até o Hospital Regional de Santa Luzia do Paruá para que o PM e a outra mulher fossem socorridos. No entanto, Mazoel não resistiu aos ferimentos e morreu logo após dar entrada na unidade hospitalar. Não há informações sobre o estado de saúde da mulher bakeada.

Mazoel era lotado na 10ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Garrafão do Norte, nordeste do Pará e estava a caminho do Piauí, onde morava sua família. Ele ngressou na PMr há 5 anos e estava prestes a ser promovido para a função de Cabo no final de 2024.

Em nota, a Polícia Militar lamentou profundamente a perda do agente e informou que o setor de assistência social da corporação está prestando apoio à família do policial.