PM de folga e filha de 19 anos são mortos em troca de tiros com criminosos em SP

Confronto aconteceu em frente a uma farmácia e foi registrado por câmera de segurança. Socorro chegou a ser acionado, mas as vítimas não resistiram. Os três criminosos fugiram.

Compartilhe:

O cabo da policial militar Anderson de Oliveira Valentin e a filha dele, Alycia Perroni Valentim. de 19 anos foram mortas após o policial trocar tiros com criminosos em frente a uma farmácia na Zona Norte de São Paulo. A ocorrência foi registrada por volta das 5h15 deste sábado (24).

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O crime foi registrado por uma câmera de segurança.

Assista o vídeo:

Nas imagens, o soldado, que estava de folga, estava dentro de um carro, ocupando o banco do motorista, enquanto sua filha estava no banco de trás. Ambos aguardavam a esposa de Anderson sair do estabelecimento.

Quando os três suspeitos, vestidos com moletons e máscaras cirúrgicas, foram avistados, o policial, de dentro do veículo, pareceu alertá-los ao apontar sua arma. Um dos indivíduos fez um gesto com o polegar para cima, aparentemente em sinal de reconhecimento, antes de passar pelo carro junto com os outros dois homens, com os braços erguidos.

Um dos criminosos, vestindo um moletom preto, parecia se dirigir à farmácia, que estava fechada, mas mudou de direção para seguir os outros dois, que estavam se afastando do estabelecimento.

Nesse momento, o PM saiu do carro armado e foi em direção à parte de trás do veículo. Ao perceber a movimentação, o suspeito de moletom preto sacou uma arma e começou a trocar tiros com o policial. Um dos disparos atingiu o soldado e outro acertou sua filha. Apesar de o socorro ser acionado, eles não sobreviveram.

Os criminosos fugiram do local em um carro cinza, e não há informações sobre possíveis feridos entre eles.

PM de folga e filha de 19 anos morrem após trocar de tiros com criminosos em SP
Foto: Divulgação

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) lamentou a morte do soldado Anderson de Oliveira Valentin e informou que o caso será registrado no 39º Distrito Policial – Vila Gustavo.

Em nota, a RD-RaiaDrogasil disse que “lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com os familiares das vítimas”. Afirmou ainda que está colaborando com as investigações policiais.

Anderson tinha com a esposa um terreiro de Umbanda na Zona Norte da capital. O PM compartilhava a rotina no terreiro pelas redes sociais. O local lamentou a morte do PM.

“Comunico com profunda tristeza o falecimento de Alycia Perroni Valentim e Anderson Valentim. Este é um momento extremamente delicado, e peço a compreensão e o respeito de todos. Neste momento de luto, buscamos preservar nosso espaço e privacidade. Assim que tivermos mais informações sobre o velório, compartilharemos através das redes sociais”, afirmou o terreiro.

A polícia militar também lamentou a morte de Anderson.

“A familia policial-militar lamenta, com profundo pesar, a perda de nosso companheiro, após tentativa de assalto. O Policial fazia parte do efetivo da 39 Cia do 7° BPM/M e sempre atuou com dedicação e amor à causa pública, não medindo esforços para preservar vidas fazendo cumprir o juramento de proteger a sociedade”.

Investigação

Na tarde deste sábado, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) localizou o carro utilizado pelos criminosos. O veículo estava em uma comunidade de Guarulhos, a cerca de 3 km do local do crime. Nenhuma arma foi encontrada.

Também não havia sinais de sangue no carro, mas a Polícia Civil conseguiu coletar digitais.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp