Pastor de Araguaína registra momento em que soldados israelenses se despedem de familiares em Jerusalém

Líder evangélico participa de uma caravana com 37 brasileiros está no país e passou por um susto com a Guerra. O grupo é composto por moradores do Tocantins, Maranhão e Pará.

Compartilhe:

O pastor Bueno Júnior, de 53 anos, ,de Araguaína, no norte do Tocantins, gravou vídeos de soldados se despedindo de familiares em Jerusalém após os ataques terroristas que ocorreram em Israel. Assista o vídeo:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O pastor participa de uma caravana de brasileiros, composta por 37 pessoas de Araguaína, Palmas, Imperatriz (MA) e Parauapebas (PA). Eles estavam a passeio no país e ficaram hospedados em um hotel próximo à rodoviária de Jerusalém. Após um alarme de ataque terrorista, o grupo foi chamado a sair do hotel e buscar refúgio em um local seguro.

Segundo o pastor e líder da caravana, a situação é tensa, mas tentou tranquilizar a equipe. A viagem de 15 dias passou por Dubai, Egito e, por último, Jerusalém, onde permaneceram por uma semana. Eles planejavam embarcar de volta para o Brasil quando as sirenes de segurança foram acionadas, informando sobre os ataques. O grupo está no aeroporto, onde embarcará para Dubai e, em seguida, para Guarulhos, São Paulo.

Guerra

Os ataques envolvendo o grupo extremista Hamas resultaram em múltiplos ataques em Israel, levando as autoridades a declarar estado de guerra. Milhares de foguetes foram lançados e, em comunicado, os militares de Israel afirmaram que “vários terroristas infiltraram-se no território israelita a partir da Faixa de Gaza”. O grupo Hamas reivindicou o ataque e afirmou se tratar do início de uma grande operação para a retomada do território.

Segundo os serviços de emergência, centenas pessoas morreram em Israel e na Faixa de Gaza, mortas na retaliação israelense. Outras milhares de pessoas ficaram feridas.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou o início da operação “Espadas de Ferro” e convocou reservistas, declarando que o país está em estado de guerra.

Os vídeos gravados pelo pastor mostram os soldados se despedindo de seus entes queridos durante esse período de tensão.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.