Mulher que sobreviveu a acidente na BR-153 morre após ficar quase 20 dias internada

Lorrane Costa, de 45 anos, teve uma perna amputada e infecções no pulmão e rins. Batida entre carro e moto aconteceu entre Colinas do TO e Brasilândia e deixou outras duas vítimas, entre elas o filho Lorrane de 9 anos.

Compartilhe:

A única sobrevivente de um trágico acidente que envolveu um carro e uma motocicleta na BR-153, entre Colinas do Tocantins e Brasilândia, faleceu nesta quarta-feira (9) em decorrência dos ferimentos. Lorrane Oliveira Costa, de 45 anos, resistiu por 18 dias após o acidente, porém sua saúde se deteriorou com o surgimento de várias complicações.

O acidente ocorreu em 22 de julho deste ano. Na ocasião, Lorrane estava na motocicleta acompanhada pelo amigo Denair de Sa Rosa, de 56 anos, e seu filho Matheu Guilherme Costa Ferreira, de 9 anos. O choque entre a moto e um veículo ocorreu por volta das 19h. Infelizmente, os dois acompanhantes faleceram pouco depois de serem levados ao hospital de Araguaína.

Foto: Divulgação/Bombeiros

Em virtude da colisão, todos os envolvidos sofreram fraturas, e a criança teve sua perna esmagada. Os ocupantes do carro, por outro lado, não apresentavam lesões aparentes e recusaram assistência médica.

Conforme informado por familiares, Lorrane permaneceu intubada desde o dia do acidente, sem a capacidade de falar, porém ainda respondia a estímulos.

Ao longo de seu período de internação, Lorrane passou por uma amputação de perna e posteriormente enfrentou uma infecção que afetou seus pulmões e rins. Essas complicações acabaram levando ao seu falecimento.

O velório acontecerá na funerária de Colinas, e o enterro está agendado para as 7h desta quinta-feira (10).