Instrutor de dança condenado por estuprar quatro alunas em escola de Palmas é preso no norte do Tocantins

Carlos Alberto Rex, de 56 anos foi sentenciado a 10 anos de prisão. Ele foi preso em Colinas do Tocantins.

Compartilhe:

Na noite de quarta-feira (23), a Polícia Militar efetuou a prisão do instrutor de dança, Carlos Alberto Rex, de 56 anos, em Colinas do Tocantins, no norte do estado. Ele foi condenado a 10 anos de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável, cometido contra quatro alunas da Escola de Tempo Integral Padre Josimo Tavares, em Palmas. O crimes ocorreram durante os anos de 2017 e 2018.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Carlos Alberto foi localizado e preso nas proximidades de um hotel na rua Presidente Dutra, no centro de Colinas. Após a detenção, ele foi encaminhado à 6ª Central de Atendimento da Polícia Civil.

A ordem de prisão foi emitida pela 2ª Vara Criminal de Palmas. A sentença que o condenou a 10 anos de prisão, em regime fechado, foi proferida em 8 de fevereiro do ano passado.

Entenda

Em junho de 2017, o instrutor de dança foi detido pela Polícia Militar por suspeita de abusar de crianças em escolas onde ministrava aulas, entre elas, a ETI Padre Josimo. Ele foi denunciado por estupro de vulnerável envolvendo seis vítimas, com idades de 8, 9 e 10 anos.

As acusações incluíam o fato de que ele colocava as alunas em seu colo, tocava em partes do corpo delas e, em um dos casos, chegou a cometer atos libidinosos, além de dar moedas às crianças. Na sentença, o juiz o condenou pelo crime contra quatro das vítimas.

Em relação as outras duas, o Juiz considerou que não havia provas suficientes para a condenação.