Filho de PM é assaltado, espancado e torturado por sete homens no Pará

O caso foi em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, e é investigado pela Polícia Civil. A vítima já recebeu alta médica do hospital.

Compartilhe:

A Polícia Civil do Pará está investigando um atentado contra o filho de um policial militar em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. O jovem foi assaltado, espancado e torturado por sete homens ainda não identificados.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O caso ocorreu na última quarta-feira (5), quando a vítima voltava para casa de bicicleta e foi abordada inicialmente por dois homens. Os assaltantes anunciaram o roubo, levando o celular e a carteira da vítima. Ao descobrirem que o rapaz era filho de um policial militar, ameaçaram matá-lo.

Os criminosos amarraram a vítima e a arrastaram para os fundos de uma casa em um terreno abandonado, onde iniciaram uma sessão de tortura.

O imóvel está localizado numa área remota do bairro do Aurá, numa estrada que leva ao conjunto Carlos Marighela, na periferia da cidade. No local, estavam outros cinco suspeitos que se juntaram à dupla inicial para espancar o filho do policial.

A vítima foi salva por uma equipe da Polícia Militar que fazia rondas na área. Ao perceberem a aproximação da viatura, os suspeitos fugiram para uma área de mata.

O jovem foi socorrido e levado para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, onde ficou em observação por um dia. A Polícia Civil está investigando o caso.