Crime bárbaro: Mulher é torturada e morta a pauladas e pedradas; marido foi preso em flagrante

Feminicídio foi em Rio Maria, no sul do Pará. Vítima foi morta a pedradas e pauladas no rosto e atingida com golpes de faca no corpo. Marido teria tentado se envenenar antes de ser preso.

Compartilhe:

Uma mulher foi brutalmente assassinada em Rio Maria, na região sul do Pará, e o principal suspeito é o próprio marido da vítima. O crime ocorreu na última quinta-feira (23), e Ernando Matias dos Santos, de 39 anos, foi preso em flagrante por feminicídio. Após o homicídio, ele tentou se esconder em uma fazenda e tentado se envenenar.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

De acordo com testemunhas, o casal estava se separando e Ernando vinha perseguindo a vítima, inclusive teria danificado o celular ela há menos de uma semana. Maria dos Santos Silva, de 27 anos, foi torturada e morta a pedradas, pauladas e facadas, segundo a polícia.

Um dia antes do assassinato, Maria chegou em casa com o pé machucado e hematomas nas costas, relatando à família que havia escapado de agressões de Ernando, que a ameaçara com uma faca.

Na manhã de quinta-feira (23), Ernando disse ao irmão de Maria que iria embora, mas que antes a levaria até a cidade de Xinguara para comprar um novo chip para seu celular.

“Ele disse que pegaria seus pertences e iria embora, pois não dava mais para continuar casado com Maria,” relatou José Silva, irmão da vítima.

José foi trabalhar e, no final da tarde, recebeu a notícia de que sua irmã havia sido encontrada morta com o rosto desfigurado.

Mulher é torturada e morta a pauladas e pedradas; marido foi preso em flagrante
Foto: Divulgação

Após o crime, Ernando fugiu para uma fazenda em Rio Maria, onde confessou aos funcionários que havia matado a esposa. Ele chegou ao local sujo de sangue e em estado de choque.

A polícia foi chamada e encontrou Ernando sendo socorrido em uma ambulância, pois havia ingerido veneno para carrapatos. Ele foi levado ao hospital e, após receber alta, foi preso.

O caso está sendo investigado pela delegacia de Polícia Civil de Rio Maria.