Criança de 2 anos é mantida de castigo dentro de ‘gaiola’ em escola infantil

Caso foi em Sorocaba (SP). Vizinha da escola infantil resolveu registrar a cena após ouvir o choro alto e desesperado da vítima.

Compartilhe:

A Corregedoria da Prefeitura de Sorocaba (SP) está conduzindo uma sindicância para investigar uma funcionária de uma creche municipal suspeita de ter colocado uma criança de 2 anos e 9 meses em uma estrutura semelhante a uma gaiola como forma de castigo.

Um vídeo gravado por uma vizinha do centro de educação infantil, localizado no Jardim Santa Rosália, mostra a criança sozinha, chorando e chamando pela mãe sob o sol. Mais tarde, uma mulher aparece do lado de fora, conversa com a criança e a leva pelas mãos.

O prefeito Rodrigo Manga classificou o incidente como um suposto ato de terrorismo e determinou o afastamento da funcionária até que as investigações sejam concluídas. O advogado da família informou que a decisão de colocar a criança na estrutura foi tomada para corrigir seu comportamento.

Uma vizinha do centro de educação decidiu registrar a cena após ouvir o choro alto e desesperado da criança, que ficou aproximadamente uma hora no “castigo”. O caso foi denunciado ao Conselho Tutelar e também será investigado pela Polícia Civil.

A família notou mudanças no comportamento da criança após o incidente. No dia do ocorrido, a mãe foi informada sobre o incidente e buscou as imagens para entender a situação. O prefeito assegurou que acompanhará de perto o desenrolar do caso.