Casal foi morto cerca de 5 horas antes de ser encontrado em chácara, diz delegado

Crime aconteceu numa propriedade que fica às margens da TO-080. Polícia disse que trabalha com três linhas de investigação e que não vê indícios de latrocínio.

Compartilhe:

O delegado José Carlos Garcia, que cuida da investigação sobre o assassinato do casal Lindomar Cardoso, de 54 anos, e João Miguel Pereira, de 62, disse que a polícia trabalha com três linhas de investigação, mas não detalhou quais são elas. Segundo o delegado, não há indícios de latrocínio, que é roubo seguido do morte.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Casal foi encontrado morto, em uma chácara, às margens da TO-080, entre Paraíso do Tocantins e Monte Santo, na manhã desta quinta-feira (26). José Carlos explica que havia dinheiro nos cômodos, a vista de quem entrasse. Não foi subtraído. “As alianças do casal permaneceram, objetos de valor na casa, nada disso. Nada disso foi subtraído”, ressalta.

Ainda segundo o delegado, exames preliminares indicam que a arma do crime pode ter sido um facão ou algum objeto cortante de grande porte, com os usados para arar a terra. Ele disse que nenhuma arma foi encontrada na cena do crime, contrariando a informação inicial de que haveria uma faca no local.

A perícia estima que o crime ocorreu cerca de cinco horas antes do casal ser encontrado. Os corpos foram localizados pela família às 10h. A principal hipótese polícia é que o crime foi em algum momento durante a madrugada desta quinta-feira.

Apesar de ainda não poder detalhar o andamento da investigação, o delegado disse que recentemente houve um desentendimento entre o casal e um conhecido na cidade. Esta pessoa está sendo procurada para ser ouvida, mas não é possível dizer se há qualquer relação com o assassinato.

Entenda

O casal de aposentados foi encontrado morto, em uma chácara, às margens da TO-080, entre Paraíso do Tocantins e Monte Santo, na manhã desta quinta-feira. Lindomar Cardoso, de 54 anos e João Miguel Pereira, de 62, moravam na região desde crianças e eram muito conhecidos na cidade. O casal tinha duas filhas.

A mulher estava dentro da casa. O homem foi encontrado do lado de fora, na área onde costumava trabalhar tirando o leite das vacas. Os familiares confirmaram que a casa não estava bagunçada e que não sentiram falta de nenhum objeto e por isso não acreditam que tenha sido um assalto.

O casal deve ser velado durante toda a noite e o enterro está previsto para a manhã desta sexta-feira (27), em Paraíso do Tocantins.