Casal é preso suspeito de matar e jogar corpo da vítima em poço para roubar R$ 200

Crime aconteceu em São Félix do Xingu, no Pará. Um terceiro suspeito de envolvimento no crime havia sido preso no dia 1º de maio.

Compartilhe:

Duas pessoas foram presas suspeitas de envolvimento em um caso de latrocínio e ocultação de cadáver de Felipe Pereira Raimundo, ocorrido na zona rural de São Félix do Xingu, no sul do Pará. Os suspeitos foram identificados como Giovane Santos Barbosa e Geise Lorrana da Silva Ferreira, conhecida como “Tatuada”.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

As investigações da Polícia Civil aponta que a dupla teriam planejado e executado o crime em conjunto com Mateus Pereira Silva, também conhecido como “Zoiudo”, e descartaram o corpo da vítima em um poço, tudo por uma quantia de R$ 200.

O crime aconteceu no distrito de Lindoeste, zona rural de São Félix do Xingu, entre os dias 29 e 30 de abril. Mateus “Zoiudo”, foi o primeiro a ser detido em 1º de maio pela Polícia Militar, em colaboração com a Polícia Civil.

Casal é preso suspeito de matar e de jogar corpo em poço pra roubar R$ 200
Foto: Divulgação

Testemunhas ouvidas pela polícia indicaram que Felipe estava na companhia de Mateus “Zoiudo”, Giovane e Geise “Tatuada”. Os quatro estavam em uma casa abandonada, consumindo bebidas alcoólicas desde o dia 28 de abril. Na madrugada do dia seguinte, o trio foi visto carregando a vítima em direção ao poço onde seu corpo foi encontrado. Após sua prisão, Mateus confessou o crime e implicou seus dois cúmplices.

Suspeito de envolvimento em crime de latrocínio no sul do Pará
Foto: Divulgação

O casal foi capturado na Vicinal 400, em São Félix do Xingu. Eles também admitiram que o crime foi cometido para roubar os R$ 200 de Felipe Pereira.

Os três suspeitos foram indiciados por homicídio qualificado, roubo e ocultação de cadáver.