Apagão nacional deixa várias cidades do Tocantins sem energia elétrica

A queda de energia começou por volta das 8h31 desta terça-feira (15). Segundo Energisa, um evento externo no Sistema Interligado Nacional afetou o suprimento de energia em várias localidades do Brasil.

Compartilhe:

Na manhã de terça-feira (15), diversas cidades do Tocantins tiveram interrupção no fornecimento de energia elétrica. Em Palmas, o apagão afetou tanto instalações públicas quanto privadas, incluindo órgãos governamentais, escolas, hospitais e edifícios diversos.

Durante a manhã também houve relatos da falta de energia em Porto Nacional, Araguaína, Gurupi e Paraíso, que estão entre principais cidades do estado, além de outros municípios do interior. As regiões sul, sudeste e centro do Tocantins foram 100% normalizados por volta das 10h02.

O apagão começou por volta das 8h31 e afetou vários estados do país, além de alguns da região sudeste. Pelo menos 25 estados e o Distrito Federal foram afetados.

Por meio de um comunicado, a Energisa, concessionária responsável pelo serviço de energia no estado, informou que um incidente externo no Sistema Interligado Nacional causou perturbações no abastecimento elétrico em várias localidades do Brasil. Como medida de precaução, seguindo orientações do Operador Nacional do Sistema (ONS), a concessionária implementou a interrupção programada do fornecimento de energia em áreas sob sua concessão.

Já o Operador Nacional do Sistema Elétrico informou que houve uma ocorrência na rede de operação do Sistema Interligado Nacional que interrompeu 16 mil MW de carga em estados do Norte e Nordeste do Brasil. Estados do Sudeste também foram afetados.

A Energisa informou ainda que a retomada do serviço está em andamento de maneira gradual, conforme a aprovação do ONS. “Desde o início da ocorrência, quando o estado foi impactado, especialistas da empresa têm se mantido em atividade constante no centro de operações, mantendo contato direto com o Operador Nacional do Sistema”, ressalta.

A Energisa destacou ainda que tomou medidas para alertar e prestar assistência a hospitais e outras entidades que desempenham funções vitais no estado. Segundo a empresa, a causa subjacente a essa ocorrência ainda está sob investigação e que já se iniciou o processo de restabelecimento gradativo do fornecimento de energia no Tocantins.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.