Advogado é preso após matar vizinho em troca de tiros após discussão por causa de cachorro

Caso aconteceu em Vitória (ES). Segundo a polícia, mais de 30 tiros foram disparados pelos dois homens durante discussão que terminou com a morte de Manoel de Oliveira Pepino, de 73 anos.

Compartilhe:

O advogado Luis Hormindo França da Costa, 33 anos, foi preso na noite de sábado (20) em Vitória, no Espírito do Santo. Ele é suspeito de assassinar o aposentado Manoel de Oliveira Pepino, de 73 anos. Ambos eram vizinhos e o conflito teria iniciado por conta de um cachorro sem coleira. No domingo pela manhã (21), o advogado passou por uma audiência de custódia, resultando na conversão da prisão para preventiva.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A disputa ocorreu na rua Aníbal Vieira Rabaioli, no bairro Mata da Praia, nas proximidades da residência do aposentado.

Segundo relatos da esposa da vítima, Marília Pepino, Manoel estava sentado com ela e o cachorro da família na praça. O animal, considerado dócil por seus donos, estava sem coleira nem focinheira.

O desentendimento começou quando os cães se aproximaram e o advogado alegou ter alertado anteriormente sobre a soltura do animal. A discussão escalou rapidamente, resultando em xingamentos e ameaças. O esposo de Marília então foi até a casa buscar uma arma. Ao retornar, os disparos foram efetuados.

Advogado é preso após matar vizinho em troca de tiros após discussão por causa de cachorro
Foto: Divulgação

O suspeito alegou à Polícia Militar que o aposentado iniciou os tiros, mas Marília afirma que foi o advogado quem disparou primeiro.

Um dos tiros atingiu o cachorro da família, que foi levado ao veterinário, e outro atingiu uma janela da residência do aposentado. Moradores da região afirmam terem ouvido mais de trinta disparos.

De acordo com a Polícia Militar, o advogado e o idoso já haviam se desentendido anteriormente por causa dos cachorros, informação corroborada por amigos e familiares da vítima.

O crime gerou repercussão nas redes sociais e provocou comentários de autoridades. O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, criticou o fácil acesso às armas, destacando que a troca de tiros reflete a cultura de violência presente na sociedade.

Advogado é preso após matar vizinho em troca de tiros após discussão por causa de cachorro
Foto: TV Gazeta

O secretário de Estado da Segurança Pública, Eugênio Ricas, ressaltou a importância do diálogo e da cultura da paz, comparando a situação a um “faroeste”, com mais de trinta tiros disparados.

José Carlos Rizk, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Espírito Santo, manifestou surpresa pelo tiroteio ocorrido próximo à sua residência, enfatizando a necessidade de mais diálogo, tolerância e respeito para evitar tragédias semelhantes.

A Polícia Militar informou que foi acionada para atender à ocorrência de homicídio por arma de fogo. No local, um homem de 73 anos foi encontrado sem vida, junto a uma arma de fogo. O suspeito, também armado, alegou ter sido alvo de tentativa de homicídio e se apresentou à polícia. Ele foi conduzido à delegacia regional de Vitória.

A Polícia Civil informou que o suspeito foi autuado em flagrante por homicídio e por ato de abuso contra o cão da vítima. O corpo do aposentado foi encaminhado ao Departamento Médico Legal de Vitória para necropsia.